(AP Photo/Jose Breton)
(AP Photo/Jose Breton)

Bagnaia faz prova impecável, leva a melhor sobre Quartararo e vence GP da Espanha

Liderando de ponta a ponta, piloto italiano não dá chances para ninguém e vence em Jerez de la Frontera

Redação, Estadão Conteúdo

01 de maio de 2022 | 10h51

O italiano Francesco Bagnaia mostrou a importância de largar na frente e conquistou a etapa de Jerez de la Frontera no GP da Espanha neste domingo. Seguido de perto pelo francês Fabio Quartararo, o piloto da Ducati não cometeu erros e assegurou sua primeira vitória na temporada da MotoGP. A corrida ainda teve uma emocionante disputa pelo terceiro lugar entre os espanhóis Aleix Espargaró (3º colocado), Marc Marquez (4º) e o australiano Jack Miller (5º).

A segunda colocação é ótima para o francês da Yamaha, que segue na liderança geral do campeonato, com 89 pontos. Campeão no GP de Portugal, Quartararo pretende estender ainda mais sua vantagem, que no momento é de sete pontos. O piloto correrá em casa na etapa da França, a próxima da MotoGP, que acontece entre os dias 13 e 15 de maio. 

“Pecco fez uma corrida incrível, eu tentei pressionar na primeira volta, mas não consegui passar. Tentei de tudo ao longo da corrida, mas ele foi perfeito, estava muito bem. Não foi uma batalha, mas sim uma perseguição”, disse Quartararo, elogiando o rival italiano. 

Bagnaia atingiu marcas impressionantes em Jerez. O italiano, que não vencia desde o GP de Valência, na Espanha, fez a pole no sábado, venceu a corrida e ainda cravou a volta mais rápida, além de ter batido o recorde da pista no Q2 do treino classificatório. Este foi primeiro pódio do piloto da Ducati na temporada, que havia ficado em oitavo em Portugal.

“Nunca paramos de trabalhar. Tive grandes dificuldades durante a semana pelos problemas que estou tendo no ombro. Também foi difícil para mim nesta etapa no ano passado. Finalmente neste fim de semana tudo correu bem. Estou muito feliz porque sei do nosso potencial, vou tentar partir para uma reação, fizemos um trabalho incrível. Só quero aproveitar hoje”, afirma o vencedor da prova”, disse Bagnaia. 

A corrida começou quente, com um acidente entre o espanhol Jorge Martin e o alemão Stefan Bradl logo na primeira volta. Martin foi para o chão, mas logo retornou para a pista. Enquanto isso, Quartararo tentou pressionar Bagnaia, que não cedeu e se manteve em vantagem desde a largada. Quartararo ainda colou no rival na última volta, mas não conseguiu evitar a vitória da Ducati. 

A briga pela terceira posição começou quente entre Joan Miller, Marc Márquez e Aleix Espargaró. A cinco voltas do fim, Marc Márquez se posicionou bem e conseguiu a ultrapassagem para ficar com um lugar no pódio. O piloto da Honda se desequilibrou pouco tempo depois e foi a vez de Espargaró roubar a terceira posição. A manobra feita por Márquez para não ir ao chão e se manter na corrida foi impressionante.

“Eu era o mais rápido dos três, mas os adversários seguraram meu ritmo durante toda a corrida, foram muito bem. Mas consegui me aproveitar de uma confusão deles no fim e conquistei a terceira colocação”, afirmou Espargaró, que conquista seu terceiro pódio na temporada, com muita regularidade e nenhum abandono de prova. O espanhol é o segundo na classificação geral. 

Confira o resultado do GP da Espanha:

1. Francesco Bagnaia

2. Fabio Quartararo

3. Aleix Espargaro

4. Marc Marquez

5. Jack Miller

6. Joan Mir

7. Takaaki Nakagami 

8. Enea Bastianini

9. Marco Bezzecchi

10. Brad Binder

11. Pol Espargaro 

12. Miguel Oliveira

13. Alex Marquez

14. Maverick Viñales

15. Franco Morbidelli

16. Luca Marini

17. Andrea Dovizioso

18. Fabio Di Giannantonio

19. Alex Rins

20. Remy Gardner

21. Lorenzo Savadori

22. Jorge Martin

Não completaram: Stefan Bradl; Johann Zarco e Darryn Binder

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.