Eric Gay/ AP
Eric Gay/ AP

Bagnaia vai bem nos minutos finais e garante 3ª pole consecutiva na MotoGP

Italiano da Ducati dividirá a primeira fila do grid em Austin com Fabio Quartararo e Marc Márquez

Redação, Estadão Conteúdo

02 de outubro de 2021 | 18h03

O grande momento do italiano Francesco Bagnaia na MotoGP continua. O piloto da Ducati foi o mais rápido no treino de classificação deste sábado e garantiu a terceira pole position seguida, agora no GP das Américas, em Austin. Bagnaia vai dividir a primeira fila do grid com Fabio Quartararo e Marc Márquez.

Bagnaia não teve grande desempenho durante os treinos livres e ficou distante das primeiras posições em todos eles, mas uma grande volta nos minutos finais do treino de classificação garantiu a pole, com um tempo de 2min02s781. Em entrevista após a sessão, o piloto falou que tentou atacar desde o começo e comemorou o bom resultado final.

"Trabalhamos muito todo fim de semana. Demos um grande passo à frente no FP4 e no classificatório gostei muito da volta porque não estava esperando. Na primeira tentativa, vi que tinha margem, que era possível fazer outra volta. Depois, quando comecei a segunda tentativa tentei atacar desde o início e tudo foi perfeito. Na última curva, saí um pouco aberto, mas ficou tudo bem. Estou muito contente, é muito importante partir em primeiro", disse Bagnaia.

Quartararo segue travando uma intensa disputa com Bagnaia. Na última volta, o francês chegou a ameaçar bater o rival, mas acabou não melhorando seu tempo. Marc Márquez liderou os primeiros treinos livres, mas o favoritismo não foi confirmado.

O espanhol Jorge Martin ficou em quarto, seguido pelo japonês Takaaki Nakagami. Johann Zarco completará a segunda fila na corrida deste domingo. A largada acontecerá às 16h. O top10 ainda teve Álex Rins, Joan Mir, Luca Marini e Jack Miller. Brad Binder e Pol Espargaró fecham a fileira.

Tudo o que sabemos sobre:
motociclismoMotoGP [motovelocidade]

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.