Ricardo Moraes/Reuters
Ricardo Moraes/Reuters

Bandeirantes anuncia acordo para transmitir a Fórmula 1 pelas duas próximas temporadas

Emissora substitui a Globo e vai passar todas as etapas na TV aberta e os treinos no canal fechado

Redação, O Estado de S.Paulo

09 de fevereiro de 2021 | 16h31

O Grupo Bandeirantes confirmou nesta terça-feira que fechou com a Fórmula 1 um acordo exclusivo para transmitir no Brasil todas as etapas das temporadas 2021 e 2022 da categoria. A empresa vai passar as corridas na TV aberta e utilizar o canal pago BandSports para a exibição dos treinos classificatórios e também para as duas categorias de apoio à F-1, as Fórmulas 2 e 3. O valor do acordo não foi divulgado.

A promessa da emissora é de nesta temporada exibir as 23 etapas da Fórmula 1, começando inclusive em março, pelo GP do Bahrein. Uma das atrações será a presença do comentarista Reginaldo Leme, um dos nomes mais experientes do País na cobertura de automobilismo. "O Brasil representa um dos cinco maiores mercados do mundo em audiência e faturamento da Fórmula 1. Voltar a ser a casa da categoria depois de 41 anos é motivo de muito orgulho para nós", afirmou o presidente da Rede Bandeirantes de Rádio e Televisão, João Saad.

A última temporada de Fórmula 1 transmitida pela Bandeirantes foi em 1980. Desde então, os direitos no mercado brasileiro pertenciam exclusivamente à Rede Globo. O contrato com a emissora carioca terminou no fim do ano passado e não houve acordo. Diante disso, a Fórmula 1 abriu negociações com outros interessados. TV Cultura e o consórcio Rio Motorsports também chegaram a conversar com dirigentes da categoria.

A Bandeirantes terá uma equipe de reportagem em todos os circuitos do calendário para fazer a cobertura jornalística do campeonato para todas as plataformas de comunicação. "A Band, junto com todo o time da Fórmula 1, vai trabalhar muito e com toda a motivação para que o amante do automobilismo vibre com o jeito Band de fazer esporte. Será uma jornada espetacular e não vemos a hora de ser dada a largada", comentou o diretor de esportes, Denis Gavazzi.

A temporada 2021 está prevista para começar no dia 28 de março, no Bahrein, e tem a previsão de ser a mais longa da história, com 23 etapas. As duas novidades deste ano são a estreia da Arábia Saudita e o retorno da Holanda ao calendário depois de 37 anos. O autódromo de Interlagos também está na agenda da categoria e deve receber a prova no dia 7 de novembro.

Tudo o que sabemos sobre:
automobilismoFórmula 1Band

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.