BAR é excluída de dois Grandes Prêmios

O Tribunal de Apelação da FIA (Federação Internacional de Automobilismo) não foi tão rigoroso como se esperava, mas decidiu nesta quinta-feira excluir a BAR-Honda dos dois próximos Grandes Prêmios de F-1 - a serem disputados na Espanha e em Mônaco. Além disso, anulou os resultados da equipe, conquistados no GP de San Marino, realizado há quase duas semanas. A entidade confirmou que o carro do britânico Jenson Button estava em situação irregular. Com o peso abaixo do mínimo exigido pelo regulamento (600 kg), a escuderia corria o risco de ser excluída de todo o restante da temporada.O britânico terminou a prova em Ímola em terceiro lugar, mas na pesagem verificou-se que o carro estava com peso abaixo do permitido. A equipe alegou que a diferença era conseqüência de uma peça que havia se desprendido do carro durante a prova. Os fiscais aceitaram a justificativa e confirmaram o resultado. A FIA, no entanto, resolveu recorrer.A entidade suspeitava que a equipe teria usado um tanque de combustível suplementar que, após ser esvaziado, tornaria o carro mais leve. Com isso, ficaria também mais rápido que os concorrentes. A BAR negou acusações de má fé. ?Eu nunca permitiria que a equipe fizesse algo ilegal?, garantiu o diretor técnico da equipe, Geoff Willis.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.