Barrichello bate recorde em Mugello

O piloto Rubens Barrichelo não poderia encerrar de maneira mais animadora a fase de preparação para a temporada 2001 de Fórmula 1. Ao comando do carro novo da Ferrari, o brasileiro quebrou hoje o recorde da pista de Mugello, ao estabelecer a marca de 1min.22s139. Barrichello deu 43 voltas no circuito e no final dos treinos estava bastante animado. ?Sem dúvida esse desempenho me deixa bastante otimista?, disse ele. Michael Schumacher, o companheiro de Rubinho na Ferrari, deu 19 voltas e na melhor delas, marcou 1min.22s923 - um tempo melhor que o recorde do domingo (1min.23s364), estabelecido pelo piloto da Sauber, Nick Heidfeld. ?Desde o início tive um bom pressentimento com esse carro e a expectaticva cresce a cada dia?, afirmou Schumacher. O alemão revelou que corre sempre como um amuleto preso ao pescoço, que ganhou de presente da mulher, Corina. De um lado do amuleto estão escritos os nomes de seus filhos, Gina Maria e Mick e, do outro, o desenho de um sol e uma lua, em meio a estrelas.Por outro lado, a polícia de Aachen (oeste da Alemanha), abriu um processo para investigar uma acusação contra o piloto tricampeão do mundo. A Fame - uma agência de modelos especializada em sósias de pessoas famosas - está acusando Schumacher de ser cúmplice de um roubo. Tudo porque, entre o material furtado da empresa, em setembro passado, estão contratos para futuros trabalhos de um ator que é sósia do campeão e que até já causou uma disputa judicial entre Schummy e a própria agência.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.