Barrichello é mantido pela Honda em 2008 e pode bater recorde

A equipe Honda anunciou naquinta-feira que vai continuar tendo o britânico Jenson Buttone o brasileiro Rubens Barrichello como seus pilotos natemporada de 2008 da Fórmula 1. Será o terceiro ano consecutivo da mesma dupla, o quepermitirá que Barrichello supere o recorde de corridas nacategoria, que pertence a Riccardo Patrese (256 grids). O GP daEuropa, no próximo domingo, será a de número 243 do brasileiro,na equipe desde 2006. Button está na Honda desde 2003, quandoela ainda se chamava BAR. Depois de ver Button conseguir sua primeira vitória nacategoria, na Hungria, em agosto passado, a equipe agora amargaapenas um ponto em nove provas. O futuro de Button, que tem um contrato longo, nunca esteveem dúvida, ao contrário de Barrichello, que estreou na Jordan,em 1993, e aos 35 anos é o segundo mais velho da categoria,atrás apenas de David Coulthard. "Para nós, a continuidade é a coisa mais importante nomomento", disse Nick Fry, o chefe da equipe, em entrevistacoletiva, no qual recomendou que jovens pilotos estudem seusdois veteranos. "Ambos fizeram um trabalho excepcional nesteano sob circunstâncias difíceis. Eles fizeram mais com oequipamento do que achávamos que seria possível." Com o oitavo lugar de Button no GP da França, a equipeainda está, constrangedoramente, três pontos atrás da SuperAguri, que usa motores Honda, mas tem um orçamento muitoinferior ao da equipe-mãe. Para Button, não havia razão para mudar a dupla de pilotos."Rubens e eu fizemos um bom trabalho neste ano e é uma grandeparceria." Barrichello ficou contente de poder bater o recorde quePatrese estabeleceu ao se aposentar pela Benetton, em 1993."São muitas corridas. Mas a coisa mais importante é que minhamotivação é a mais alta que já tive. Neste ano não estivemos nazona de pontuação e o carro não está rendendo o que queríamos,mas estou trabalhando mais do que nunca e me divertindo." (Por Alan Baldwin)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.