Barrichello entusiasmado com F2002

Rubens Barrichello conseguiu um feito hoje que ainda não foi possível na temporada 2002 da Fórmula 1. O brasileiro, que não conseguiu terminar as duas primeiras provas do ano, completou 87 voltas no Circuito de Barcelona, onde a Ferrari e demais equipes fazem treinos para o Grande Prêmio do Brasil. Pilotando o novo modelo F2002, ele fez o segundo melhor tempo do dia de testes, 1min18s848. O melhor desempenho foi do austríaco Alexander Wurz, piloto de testes da McLaren, 1min18s667. Barrichello ficou bem impressionado com o desempenho da nova Ferrari, que ainda não estreou na temporada. "Tenho um bom pressentimento quanto a este carro", disse. O terceiro melhor tempos dos treinos também foi da F2002. O piloto de testes Luca Badoer completou a pista em 1min19s214. A escuderia ainda não definiu se irá promover a estréia do seu novo carro no Brasil ou irá manter o do ano passado, mas as palavras animadoras de Barrichello podem influenciar na decisão dos dirigentes. O modelo do ano passado apresentou problemas no Grande Prêmio da Malásia e Barrichello não pôde completar a prova por causa de problemas mecânicos. Amanhã a expectativa é de que o brasileiro seja substituído por Michael Schumacher na pista de Barcelona. Felipe Massa, da Sauber, também trabalhou na pista de Barcelona. O piloto, que já está procurando o acerto ideal do carro para o GP do Brasil e estabeleceu o nono tempo, 1min21s667. "Interlagos tem uma superfície muito mais ondulada do que a pista de Barcelona. Por isso, a altura do carro tem de ser mais elevada", diz o piloto. "Só que, aqui, o carro fica muito mais nervoso e difícil de dirigir. Mas é importante andar nessa configuração para que os engenheiros já comecem a entender as regulagens para o GP", explicou.

Agencia Estado,

20 Março 2002 | 12h33

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.