Barrichello lamenta resultado e revela problema no pit

O GP de Cingapura definitivamente não foi como Rubens Barrichello planejava. Neste domingo, a intenção do brasileiro era diminuir ainda mais a diferença para o inglês Jenson Button, líder do Mundial, mas foi o seu companheiro de Brawn GP que conseguiu chegar à frente, ampliando a vantagem na classificação. Barrichello terminou em sexto, logo atrás de Button, e não deixou de lamentar o resultado.

AE, Agencia Estado

27 de setembro de 2009 | 14h33

"Poderia ser um final de semana melhor, mas eu só perdi um ponto para o Jenson no Mundial apesar de tudo o que aconteceu", disse o piloto, tentando se manter "positivo" para as três etapas restantes - Japão, Brasil e Emirados Árabes. Agora, Button tem 15 pontos a mais que o brasileiro, que ainda foi prejudicado pela perda de cinco posições no grid de largada, após ter que trocar o câmbio.

Além da desvantagem inicial, que o fez largar em nono, Barrichello revelou que um problema em seu segundo pit stop acabou custando a posição para o inglês. "Infelizmente, eu tive um problema na minha segunda parada, quando não consegui colocar no ponto morto e o motor apagou, o que me custou o tempo crucial necessário para ficar à frente do Jenson", explicou o piloto.

Apesar do contratempo, Barrichello reconheceu que o início da corrida era favorável. "Eu tive uma ótima largada para ganhar duas posições e tudo ia bem até a primeira parada", lembrou. Além disso, segundo Barrichello, o problema após o segundo pit o impediu de tentar recuperar a posição perdida para Button. "Depois disso meus freios estavam ruins e eu não pude mais lutar", admitiu.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.