Diego Azubel/EFE
Diego Azubel/EFE

Barrichello mostra bom humor e otimismo na Austrália

Piloto brasileiro confia no potencial do carro da Brawn GP para disputar o título da temporada 2009

AE, Agencia Estado

26 de março de 2009 | 12h57

MELBOURNE - Rubens Barrichello mostra, em Melbourne, um ânimo poucas vezes visto nos últimos anos. Empolgado com os resultados da Brawn GP nos testes da pré-temporada, o brasileiro vive a expectativa de voltar às brigas por vitórias e sonha até com o título na temporada de 2009 da Fórmula 1, que começa no domingo, com o GP da Austrália, no circuito do Albert Park.

As boas expectativas do veterano resultaram em uma postura muito bem humorada durante as atividades de quinta-feira. No último dia sem carros na pista, Barrichello mostrou-se tranquilo. Depois de chegar ao autódromo com uma camisa do Corinthians, seu time de coração, ele evitou qualquer tipo de polêmica - fosse sobre o difusor da Brawn, a possível disputa com Felipe Massa por vitórias ou o duelo com Jenson Button na equipe.

"O Felipe é muito verdadeiro. Disse que não posso mais perguntar as coisas para ele, como quanta gasolina tem, mas já respondeu que não tem essa, não vai mudar por podermos brigar lá na frente", afirmou Barrichello, que tem uma relação amistosa com o compatriota da Ferrari.

Para o recordista de GPs na categoria - já disputou 268 - a polêmica sobre o difusor de sua equipe não chega a surpreender. "Historicamente é assim, carro rápido, em especial de time pequeno, como o nosso, está sempre sob suspeita de irregularidades", disse.

Nesta quinta-feira, Barrichello soube que não correrá mais com o número 21, como divulgado pela FIA na terça. Isso porque a Force India, por já ter feito seu material de divulgação baseado nos números 20 e 21, pediu que a federação lhe desse o direito de estampá-los em seus carros.

Assim, a Brawn ficou com 22 e 23. Barrichello até argumentou que, por ter feito melhor temporada em 2008, mereceria uma numeração mais baixa, como costuma ser tradição nas equipes. Mas não quis entrar em polêmica - nem perdeu o sorriso de principiante, prestes a começar sua 17.ª temporada no Mundial.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.