Reprodução
Reprodução

Barrichello recomenda paciência a Massa para voltar a correr

Piloto da Brawn GP faz homenagem ao companheiro de F-1 no capacete, na primeira corrida após o incidente

ALAN BALDWIN, REUTERS

21 de agosto de 2009 | 08h44

VALÊNCIA - Felipe Massa está se recuperando bem mas não deve apressar o retorno à Fórmula 1 após a grave contusão na cabeça, disse nesta sexta-feira o compatriota e amigo do piloto da Ferrari, Rubens Barrichello.

Veja também:

linkAlonso roda, bate e faz melhor tempo do dia

linkBarrichello lidera primeiro treino livre

tabela F-1: classificação do Mundial

especial Confira o calendário da temporada

especial ESPECIAL: jogue o Desafio dos Pilotos

forum BLOG DO LIVIO - Leia mais sobre a F-1

Massa, que sofreu um traumatismo craniano após ser atingido na cabeça por uma mola que se soltou do carro de Barrichello num treino para o GP da Hungria no mês passado, disse que gostaria de estar de volta às pistas para o Grande Prêmio do Brasil, em Interlagos, em outubro.

Barrichello, que visitou Massa em São Paulo durante a pausa da F-1 este mês, disse, no entanto, que talvez não seja possível. "Do ponto de vista de um amigo, ele está pronto para correr. Tem alguns pontos na cabeça, mas está pronto para correr", disse Barrichello a repórteres após o primeiro treino livre para o Grande Prêmio da Europa, em Valencia.

"Mas do ponto de vista médico, acho que ele tem que manter a calma e esperar pela resposta. Eu não apresaria o retorno. Ele tem um lugar garantido na Ferrari... Quero ver o mesmo Felipe guiando quando ele voltar", acrescentou.

"Com todos os raios-x que ele me mostrou, ainda há uma boa recuperação pela frente. A memória e capacidade deles estão intactas, mas ele ainda não pode se exercitar... ainda vai levar um tempo para isso."

Barrichello, que foi o mais rápido no primeiro treino em Valencia, disse que Massa deve correr durante algum tempo de kart antes de voltar à Fórmula 1 e que o tempo pode não será suficiente para ele voltar à Ferrari ainda este ano. "Espero que ele volte no Brasil, mas não sei", disse.

O piloto afirmou que sua primeira conversa de verdade com Massa após o retorno do piloto da Ferrari ao Brasil foi um momento bastante emocionante. "Eu estava em Orlando, no parque. Meu telefone tocou e eu perdi a ligação. Estava escrito: 'Massinha', e eu achei que fosse o irmão dele. Liguei de volta e ele mesmo atendeu. Para mim foi muito especial... eu estava ansioso e me senti muito bem quando ele me ligou, foi um grande alívio."

Para deixar claro o carinho com o companheiro de pistas, Barrichello resolveu fazer uma homenagem a Massa, com uma frase no capacete que utiliza neste GP da Europa: "Felipe - see you on track soon" ("Felipe - vejo você nas pistas em breve", em português).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.