estadão.com.br

27 de março de 2010 | 05h12

Srdjan Suki/EFE

Rubens Barrichello confia que pode somar mais do que um ponto, na Austrália

SÃO PAULO - O oitavo lugar no grid de largada do GP da Austrália de Fórmula 1 é um considerado bom para o brasileiro Rubens Barrichello. Ele ficou bastante satisfeito por ter conseguido chegar à terceira sessão do treino deste sábado com a Williams e acredita que conseguirá um resultado melhor do que teve na estreia, quando foi décimo.

Veja também:

linkVettel é pole na Austrália, em dobradinha da Red Bull

"Teve um ponto no Bahrein, aqui a gente pode almejar mais, estou a cada dia mais emocionado de andar bem, estou aqui para marcar mais pontos", discursou o brasileiro. "O qualifying foi bom para mim e estou feliz como as coisas andaram. Eu poderia ter ido melhor no Q3 mas tinha mais tráfego do que eu esperava", explicou.

"O oitavo lugar é um bom resultado, mas todos sabemos que a equipe está longe do ideal. Eu acredito que estamos bem, mas agora este é o limite do carro", completa Barrichello.

Ele ainda foi questionado sobre o peso do momento, em comparação com o ano passado, quando lutava por vitórias na Brawn GP. "É incrível como a gente tem de mudar o limite das ambições, continuo confiante, é um time que está voltando a ser grande."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.