Peter Steffen/EFE
Peter Steffen/EFE

Barrichello se diz surpreso com a pole de Button em Mônaco

'Não sei de onde ele tirou (a volta). Tomara que nem ele saiba', torce o piloto brasileiro, terceiro no grid

23 de maio de 2009 | 14h58

MONTECARLO - Em terceiro no grid de largada para o GP de Mônaco, Rubens Barrichello admitiu ter ficado surpreso com a pole position do companheiro de equipe, o inglês Jenson Button. "Para falar a verdade, nem pensava no Jenson, achava que ele era carta completamente fora do baralho", reconheceu. "Isso mostra que não podemos desprezar um companheiro, porque ele fez uma volta excelente, não sei de onde ele a tirou. Tomara que nem ele saiba, porque talvez daí a corrida possa voltar para meu lado."

Veja também:

linkLíder do campeonato, Button fica com a pole

Aniversariante do sábado, completando 37 anos, Barrichello comemorou o "presente". "Foi um bom presente. Uma boa classificação, tirei tudo o que tinha, virei muito perto do meu melhor tempo da classificação geral sem gasolina", afirmou. "Tirei tudo o que podia do carro."

Sobre as pretensões para a corrida, Barrichello se mantém otimista. "Minha melhor volta do fim de semana foi de pneu velho. Na corrida, temos 70 e poucas voltas de pneus velhos, então podemos continuar sorridentes e esperançosos para a prova", comentou Barrichello, que assegurou não pretender fazer três pit stops desta vez.

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1Rubens BarrichelloBrawn GP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.