Barrichello tenta vencer o GP do Brasil e adiar decisão

Rubens Barrichello tem neste domingo uma grande chance de vitória e de continuar sonhando com o título de campeão da temporada de 2009 ao largar com seu Brawn GP na pole position do GP do Brasil de Fórmula 1, a partir das 14 horas (horário de Brasília).

MILTON PAZZI JR., Agencia Estado

18 de outubro de 2009 | 07h33

A distância dos adversários Jenson Button, que larga em 14.º, e de Sebastian Vettel, o 15.º colocado, ajuda bastante o brasileiro, que precisa somar o máximo possível de pontos e torcer para que o companheiro inglês não consiga ser mais do que quarto colocado.

Esta vantagem o motiva, ainda mais com a expectativa de chuva durante a prova, não com a intensidade dos treinos de sábado, que causaram interrupções, erros e batidas. "Eu estou muito, muito feliz com a situação. Eu estava muito calmo no treino. Não terei ninguém na minha frente na largada e espero manter isso. Se tiver um safety car, vai me ajudar bastante", disse Barrichello.

Button discursa em tom de esperança. "Fiquei frustrado com o desempenho no treino. O carro estava rápido, mas não fiz uma boa sessão e fui eliminado. Tentarei ganhar o máximo de posições e continuo acreditando que posso conseguir ser campeão aqui", afirmou o inglês, ainda com a vantagem de 14 pontos na classificação.

As condições de pista serão fundamentais. Se fizer calor, o menos provável, os Brawn GP devem andar melhor. Temperatura amena, sem chuva, vantagem para os Red Bull. Com chuva, é loteria. A possibilidade de chuva na prova é de 80% e a expectativa das equipes é de que isso aconteça na parte final da prova.

O certo é que os torcedores no Autódromo José Carlos Pace terão de trazer suas capas de chuva. E vão torcer como nunca para que Barrichello quebre seu tabu de vitórias no Brasil - ainda não ganhou nenhuma aqui. Serão 71 voltas de espera.

Confira como ficou o grid de largada:

1) Rubens Barrichello (BRA/Brawn GP)

2) Mark Webber (AUS/Red Bull)

3) Adrian Sutil (ALE/Force India)

4) Jarno Trulli (ITA/Toyota)

5) Kimi Raikkonen (FIN/Ferrari)

6) Sebastien Buemi (SUI/Toro Rosso)

7) Nico Rosberg (ALE/Williams)

8) Robert Kubica (POL/BMW)

9) Kazuki Nakajima (JAP/Williams)

10) Fernando Alonso (ESP/Renault)

11) Kamui Kobayashi (JAP/Toyota)

12) Jaime Alguersuari (ESP/Toro Rosso)

13) Romain Grosjean (FRA/Renault)

14) Jenson Button (ING/Brawn GP)

15) Sebastian Vettel (ALE/Red Bull)

16) Heikki Kovalainen (FIN/McLaren)

17) Lewis Hamilton (ING/McLaren)

18) Nick Heidfeld (ALE/BMW)

19) Giancarlo Fisichella (ITA/Ferrari)

20) Vitantonio Liuzzi (ITA/Force India)

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.