Barros decepcionado com quarto lugar

O piloto brasileiro Alexandre Barros não escondeu sua decepção com o quarto lugar no GP Rio de Motovelocidade, na categoria 500 cilindradas, disputado neste sábado Circuito de Jacarepaguá. Ele culpou "os pneus, a sorte e a São Pedro" pela queda de seu rendimento na segunda etapa da prova, que foi interrompida na quarta volta por causa da chuva, para que todos pudessem trocar os pneus de suas motos."Optei por colocar um pneu de composto misto na frente, que desgastou muito rápido. Com isso, a moto começou a derrapar e tive de me contentar em fazer a corrida que dava, não podia forçar mais", explicou o piloto da West Honda Pons. "Tive também um toque com o Biaggi (Max, terceiro colocado na prova), mas isso não foi o problema. Faltou sorte e São Pedro tava meio indeciso." Para Barros, o fato de utilizar uma moto com motor dois tempos é a garantia de uma boa temporada em 2002. "Com as mudanças no próximo ano, vamos estar todos muito iguais", disse Barros que, como na prova deste sábado, terminou em quarto lugar no Campeonato Mundial, com 182 pontos. Ele ainda agradeceu o apoio dos 41 mil torcedores presentes ao autódromo. Segundo o piloto, mesmo sem ter conseguido a vitória, ele foi "recepcionado muito bem" pela torcida.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.