Barros recomeça a luta pelo título

Alexandre Barros quer que a temporada 2003 de MotoGP seja uma continuação das últimas corridas de 2002, quando, podendo pilotar uma moto de quatro tempos, ele andou sempre entre os primeiros ? embora o campeonato já estivesse decidido, foi quem marcou mais pontos. ?O meu grande objetivo é chegar ao título mundial?, disse o piloto às vésperas do embarque para o Japão, onde será disputada na madrugada de domingo a primeira etapa, em Suzuka. O SporTV transmite ao vivo, a partir das 23 horas. Há 13 anos correndo na principal categoria do automobilismo mundial, Alex alimenta ano a ano a esperança de um resultado melhor ? as melhores colocações foram quatro quartos lugares, nos anos de 1996, 2000, 2001 e 2002. Desta vez, a esperança está depositada na equipe nova. Ele deixou a Honda e agora está na Gauloises Yamaha Tech 3, equipe de ponta da Yamaha, mais competitiva que a anterior. ?Agora as minhas chances são muito maiores, porque pela primeira vez serei o piloto principal da equipe.? De acordo com o brasileiro, que conquistou seis vitórias na categoria, ainda restam alguns pequenos detalhes para que a sua moto atinja o ponto ideal, mesmo tendo realizado uma excelente pré-temporada, em que, segundo ele, dominou 70% dos treinamentos. Nos treinos que antecederam o qualifying (este seria disputado na madrugada deste sábado), o italiano Valentino Rossi, atual campeão, fez a pole provisória. Alex foi o oitavo. ?Fizemos um bom acerto em todos os testes e tivemos sorte diante das condições estranhas do treino. Fizemos um bom tempo e a chuva começou no momento certo?, disse Rossi, que no ano passado venceu a prova do Japão. Para Alexandre, é justamente o piloto italiano que pode lhe tirar o título. ?Acho que a disputa será apenas com ele.? Além de Valentino Rossi, que pilota para a Repsol Honda, outros pilotos que merecem destaque na temporada são o italiano Max Biaggi e o japonês Tohru Ukawa, ambos da Honda Camel Pramac Pons. ?O Kato (Daijiro Kato, da Telefonica Movistar Honda) também é bom. A Honda aposta muito nele. Mas o problema dele é que não vai bem na chuva?, diz Alex. Alexandre Barros prevê equilíbrio para a prova de abertura da temporada. ?É natural que os japoneses andem um pouco mais. Mas o início será muito equilibrado. Somente na quinta ou sexta etapa saberemos quem realmente tem condições de brigar pelo título.?

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.