Divulgação - 23/12/2009
Divulgação - 23/12/2009

Berger acha que Schumacher pode ganhar Mundial de F-1

Ex-piloto e dirigente diz que heptacampeão do mundo sempre manteve o espírito de competitividade

EFE,

05 de janeiro de 2010 | 12h37

O ex-piloto austríaco Gerhard Berger considera que Michael Schumacher, "na verdade, nunca foi embora", e, ao contrário do compatriota Niki Lauda, acha que o alemão "pode ganhar o Mundial".

Após três anos de pausa, Schumacher volta este ano à Fórmula 1 como piloto da equipe Mercedes, junto ao ex-diretor-técnico da Ferrari, Ross Brawn.

Berger, que, como piloto, ganhou dez grandes prêmios antes de se aposentar, em 1997, e foi diretor-esportivo da Toro Rosso, apontou as equipes Ferrari, McLaren e Red Bull como as principais adversárias do alemão.

"Na verdade, nunca foi embora", disse Berger sobre Schumacher, em entrevista publicada pela revista alemã Auto Motor und Sport.

"Sempre esteve, testando várias vezes, competiu em motos e karts, sempre com seu espírito competitivo, nunca perdeu sua forma física e agora recarregou as baterias. Estou convencido de que pode ganhar o título", disse Berger.

O ex-piloto austríaco prevê uma acirrada disputa pelo título mundial. "Haverá um duro combate entre Fernando Alonso [Ferrari], Sebastian Vettel [Red Bull], Schumacher e Lewis Hamilton [McLaren]", disse, acrescentando que "julguei mal Felipe Massa (Ferrari) outras vezes, é melhor do que eu pensava".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.