Valdrin Xhemaj/EFE - 21/2/2011
Valdrin Xhemaj/EFE - 21/2/2011

Bernie Ecclestone descarta possibilidade de venda da Fórmula 1

Ele negou que consórcio liderado por Carlos Slim e Murdoch esteja interessado em assumir esporte

AE-AP, Agência Estado

20 de abril de 2011 | 11h19

Bernie Ecclestone afirmou nesta quarta-feira que a Fórmula 1 não está à venda e descartou as especulações de que um consórcio liderado pelo mexicano Carlos Slim e por Rupert Murdoch esteja interessado em assumir o comando do esporte.

A Sky News informou que a News Corp., empresa de Murdoch que possui 39% das ações da empresa controladora do canal de televisão, iniciou conversações com o magnata das telecomunicações mexicano sobre a possibilidade de formação de um consórcio para comprar o controle da Fórmula 1 da empresa de capital privado CVC Capital.

Mas Ecclestone, de 80 anos, que administra a Fórmula 1 para a CVC reiterou sua intenção de permanecer no controle. "Tudo isso é um absurdo", disse Ecclestone nesta quarta-feira ao jornal britânico The Times. "A Formula 1 não está à venda. E de qualquer maneira, não iria vender para uma empresa de mídia uma vez que restringe a capacidade de negociar com outras redes".

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1vendaBernie Ecclestone

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.