Efe
Efe

BMW anuncia que sairá da Fórmula 1 após o final da temporada

Montadora alemã reconhece que não atingiu objetivos e diz que priorizará sustentabilidade e meio ambiente

EFE

29 de julho de 2009 | 07h39

BERLIM - A montadora alemã BMW confirmou nesta quarta-feira, 29, que vai abandonar a Fórmula 1 no final da atual temporada, e reconheceu que não alcançou os objetivos que almejava na categoria.

Veja também:

linkPeter Sauber acha difícil reassumir equipe

linkHeidfeld revela surpresa com saída da BMW

linkFIA lamenta saída da BMW, mas 'não está surpresa'

linkFota ajudará BMW a se manter na F-1

linkToyota diz que continua na F-1

tabela F-1: classificação do Mundial

especial Confira o calendário da temporada

especial ESPECIAL: jogue o Desafio dos Pilotos

Klaus Draeger, responsável pela área de desenvolvimento no conselho administrativo da BMW, declarou que, "em três anos, nos estabelecemos como uma escuderia de ponta na Fórmula 1. Infelizmente, não fomos capazes de corresponder às expectativas para a atual temporada".

"Evidentemente, foi uma decisão difícil. Porém, é um passo coerente com nossa nova estratégia, que será definida em termos de sustentabilidade e meio ambiente. Essa é uma área na qual queremos ser líderes", disse o presidente da BMW, Norbert Reithofer, em entrevista coletiva convocada para anunciar a decisão.

Mario Theissen, diretor esportivo da BMW, expressou sua compreensão pela decisão empresarial e se comprometeu a "concentrar todos os esforços" em continuar lutando até o final da temporada para que a montadora se despeça da Fórmula 1 com "bons resultados".

A entrevista coletiva foi convocada depois que o jornal alemão Bild publicou em sua edição de hoje que a BMW sairia da Fórmula 1 ao final de 2009.

A escuderia tinha como objetivo lutar pelo título mundial. Entretanto, os resultados nesta temporada têm sido decepcionantes e ambos os pilotos do time, o alemão Nick Heidfeld e o polonês Robert Kubica, estão muito longe das primeiras posições no campeonato.

Segundo o Bild, a montadora japonesa Toyota também deve anunciar sua saída da Fórmula 1.

A BMW estreou como escuderia na Fórmula 1 no início da temporada de 2006, e desde então participou de 63 grandes prêmios, com uma vitória de Kubica no Canadá, em 2008, e 16 pódios. O polonês também conquistou a única pole position da curta história da equipe, no Barein, também em 2008.

Em 2006, a BMW foi a quinta colocada no Mundial de Construtores e foi a vice-campeã em 2007, atrás da McLaren. No ano seguinte, foi a terceira colocada. Atualmente, a escuderia ocupa o oitavo lugar no Mundial de Construtores, com oito ponto em dez provas. No Mundial de Pilotos, Heidfeld é o 13.º, com seis pontos, e Kubica, o 15.º, com dois.

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1BMWSauberMario Theissen

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.