Alessandro Della Bella/AP
Alessandro Della Bella/AP

BMW anuncia venda de equipe na F-1 para banco suíço

Escuderia é negociada com o Qadbak Investments; mesmo com a venda, equipe terá de buscar a vaga para 2010

AE-AP, Agencia Estado

15 de setembro de 2009 | 09h00

MUNIQUE - A BMW anunciou nesta terça-feira a venda de sua equipe na Fórmula 1 para o banco suíço Qadbak Investments. A montadora desistiu de seu projeto na categoria em decorrência da crise econômica mundial e dos maus resultados na temporada deste ano.

 

Veja também:

linkJornal britânico revela fitas do acidente de Nelsinho

linkLotus ganha vaga da BMW e volta à Fórmula 1 em 2010

tabela Classificação especial Calendário

especial ESPECIAL: jogue o Desafio dos Pilotos

blog BLOG DO LIVIO - Leia mais sobre a F-1

Em seu comunicado oficial, a BMW não deu muitos detalhes sobre a venda. Além da infraestrutura da fábrica da escuderia, em Hinwil, na Suíça, os novos compradores devem ficar com o espólio técnico da equipe. Grande parte dos funcionários também deve ser mantida.

De acordo com a BMW, o Qadbak Investments representa os interesses de um grupo de investidores do Oriente Médio e da Europa. A nova equipe, contudo, terá de reconquistar sua vaga no grid para a próxima temporada.

Nesta terça-feira, a FIA anunciou que a Lotus ganhou o direito de correr na Fórmula 1 em 2010, justamente na vaga que era da montadora alemã. Assim, a BMW terá de esperar a desistência de umas das 13 equipes inscritas, ou aguardar a aprovação de uma mudança nas regras, que aumente o número de carros para 28.

"Estamos felizes por confirmar que a FIA disse que é bem possível que tenhamos um lugar no próximo Mundial. A equipe espera alinhar no grid da próxima temporada", disse a BMW em nota oficial.

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1BMWFIAQadbak Investments

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.