BMW apresenta carro e promete brigar pelo título

'Até agora todos os objetivos foram alcançados, e não haveria por que ser diferente', diz Mario Thiesen

AE-AP, Agencia Estado

20 de janeiro de 2009 | 10h00

Heino Kalis/ReutersA novo modelo BMW F1.09, com a dupla do ano passado: Robert Kubica e Nick Heidfeld, na EspanhaVALENCIA - A BMW apresentou nesta terça-feira o F1.09, carro com o qual promete lutar pelo título da Fórmula 1 nesta temporada. Os pilotos Robert Kubica e Nick Heidfeld participaram do evento, realizado no Circuito Ricardo Tormo, em Valência, na Espanha, e o polonês deu a primeira volta com o carro.Veja também: Galeria de fotos com detalhes da nova BMW F1.09"Há quatro anos, quando começamos este projeto, a ideia era brigar pelo título em 2009. Até agora todos os objetivos foram alcançados, e não haveria por que ser diferente agora", afirmou o chefe da equipe, Mario Theissen. A BMW se juntou à Sauber em 2005, e assumiu o comando da equipe no ano seguinte. A primeira vitória veio no ano passado, com Kubica, que terminou o Mundial de Pilotos em quarto lugar, com 75 pontos.As mudanças no regulamento deixaram a equipe otimista, especialmente em relação ao Kers, o sistema de recuperação de energia cinética, que vai proporcionar um aumento de potência em alguns segundos a cada volta. A BMW é considerada a mais adiantada no desenvolvimento do dispositivo, e deve usá-lo já na abertura da temporada, no GP da Austrália, em 29 de março.Theissen, no entanto, prefere evitar o otimismo exagerado. "Não é uma situação confortável, mas é excitante, pois todos vão se deparar com situações novas, e sem saber o que é exatamente certo", disse o alemão. Esteticamente, o carro repete o padrão dos últimos anos, em branco e azul marinho com pequenos detalhes em vermelho. A diferença é a ausência da marca do banco Credit Suisse, que havia anunciado na segunda-feira o fim do patrocínio.Os pilotos se dizem confiantes. "Vou tentar repetir a primeira metade da temporada passada, e terminar um pouco melhor", afirmou Kubica, que chegou a ser líder, após a vitória no GP do Canadá, mas perdeu terreno na segunda metade do ano. "Espero que possamos ter uma boa performance", completou Nick Heidfeld.

Tudo o que sabemos sobre:
fórmula 1BMWRobert Kubica

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.