BMW também entra na polêmica do assoalho

A polêmica sobre os assoalhos flexíveis na Fórmula 1 não se resumem apenas à Ferrari. A escuderia alemã BMW Sauber, uma das mais rápidas desta temporada, também foi colocada sob suspeita pelas rivais.Com o novo piso, tanto Ferrari quanto BMW ganharam mais velocidade, uma vez que houve a melhor absorção do impacto no asfalto. A princípio, as equipes não cometeram irregularidade, já que a própria Federação Internacional de Automobilismo (FIA) permite o desenvolvimento desses acessórios.Porém, as rivais, principalmente a McLaren do espanhol Fernando Alonso, querem que a FIA realize uma investigação mais precisa em todos os veículos. Na Austrália, onde no último domingo foi realizado a primeira prova do ano, os fiscais não encontraram nada de anormal em todos os 22 carros.Na próxima semana, as equipes devem realizar os primeiros testes para o GP da Malásia, que acontecerá no dia 08 de abril. Nessa prova, as rivais de Ferrari e BMW devem pedir novas investigações à FIA.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.