Thiago Diniz/Divulgação
Thiago Diniz/Divulgação

'Bolha' do Rally dos Sertões chega a Brasília com clima amistoso e presença de celebridades

A competição termina no próximo dia 7 de novembro na cidade de Barreirinhas, no Maranhão

Redação, O Estado de S.Paulo

02 de novembro de 2020 | 14h09

Devido à pandemia de covid-19, a edição 2020 do Rally dos Sertões tem sido diferente. Batizada de "Rally da Solidariedade", a disputa passa por cinco estados (São Paulo, Minas Gerais, Goiás, Tocantins e Maranhão), além do Distrito Federal.

No domingo, os competidores chegaram a Brasília e receberam a companhia de Rubens Barrichello, piloto da Stock Car, e do DJ Alok. O ex-piloto da Ferrari assume o volante do bugão V8 da equipe RMathheis e disputará três etapas em sua primeira participação no Rally.

DJ Alok, por sua vez, faz uma participação especial na primeira perna da Etapa Maratona, junto ao navegador Armando Miranda, guiando um UTV Can-Am Maverick X3, da equipe Varela.

Outro estreante já começou sua jornada em Mogi Guaçu, onde foi dada a largada para o Rally. Trata-se de Nelsinho Piquet, que também compete pela categoria dos UTVs.

A competição termina no próximo dia 7 de novembro na cidade de Barreirinhas, no Maranhão. Até lá, a cada cidade visitada, os pilotos e todo o staff das provas se fecharão em bolhas, semelhantes à da NBA.

Para evitar o contato direto com os fãs e fazer uma interação segura, na capital federal, por exemplo, 20 veículos percorreram os principais cartões postais da cidade, entre eles o Eixo Monumental, o Estádio Mané Garrincha e a Esplanada dos Ministérios.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.