Srdjan Suki/EFE
Srdjan Suki/EFE

Bottas credita atenção aos 'detalhes' para sucesso na temporada da F-1

Finlandês venceu duas das quatro corridas e lidera o campeonato

Redação, Estadão Conteúdo

09 de maio de 2019 | 16h51

Na liderança do Mundial de Pilotos de Fórmula 1, Valtteri Bottas já venceu duas das quatro corridas neste ano. Na temporada passada, mesmo contando com um carro da Mercedes, o finlandês não ganhou nenhuma prova e figurou como o autêntico fiel escudeiro do inglês Lewis Hamilton, que faturou o pentacampeonato mundial tendo o seu companheiro de equipe como um importante coadjuvante na luta pelo título.

Agora, porém, cada um acumula dois triunfos e eles disputam palmo a palmo o topo da F-1. Ao ser questionado sobre os motivos que o fizeram evoluir de forma expressiva já a partir do início desta temporada, Bottas creditou aos "detalhes" o atual sucesso. Ele comentou sobre o assunto nesta quinta-feira no circuito de Barcelona, que nesta sexta recebe os primeiros treinos livres do GP da Espanha, marcado para este domingo.

"É claro que há muitas coisas no esporte que podem afetar (os resultados) - às vezes você está com mais sorte e às vezes com muito menos. Mas, eu honestamente acho que tenho sido capaz de melhorar ano a ano porque estou trabalhando muito com a equipe, muito com minhas habilidades, e focado em todos os detalhes. Se nós trabalhamos duro, é apenas uma questão de tempo até que as coisas comecem a dar certo", explicou.

Nesta temporada, Bottas ganhou as provas na Austrália e no Azerbaijão, assim como foi segundo colocado no Bahrein e na China, países em que só ficou atrás de Hamilton. E a Mercedes fez história nesta sequência ao se tornar a primeira equipe da F-1 a conseguir quatro dobradinhas nas quatro primeiras corridas de uma temporada.

"Estou obviamente satisfeito com a forma como a temporada começou, em comparação com as recentes, o que é muito positivo. Também uma das coisas (que explicam este domínio da Mercedes) é a gente como uma equipe, o nível que conseguimos atingir nestas quatro primeiras corridas foi realmente impressionante. Não é só eu, é também o time. E é uma boa batalha com Lewis no momento", destacou o finlandês, que está apenas um ponto à frente do inglês no Mundial por causa da melhor volta que fez durante o GP da Austrália - neste ano o regulamento da F-1 concede um ponto extra para quem conseguir a volta mais rápida de uma corrida.

Um dos "detalhes" que Bottas vê como decisivos para este seu bom desempenho neste começo de Mundial foi a chegada de Riccardo Musconi, que se tornou o seu novo engenheiro de corrida no lugar de Tony Ross. "Quando você tem novas pessoas ao seu redor, isso faz você pensar em algumas coisas de maneira diferente. Isso pode abrir algumas rotas novas para você pensar em acerto (do carro) e direção. Começou muito bem, aprendemos muito como equipe de engenharia o tempo todo, está ficando cada vez melhor", ressaltou.

O finlandês também reconheceu que a Mercedes contou com a sorte no GP do Bahrein, no qual Charles Leclerc disparou no topo rumo à vitória com a sua Ferrari, mas teve problemas com o motor do carro e acabou sendo ultrapassado por Hamilton e pelo próprio Bottas, terminado em terceiro lugar.

"Temos feito um grande trabalho como uma equipe, e com o nível de desempenho que tivemos nós merecemos esses resultados. Às vezes podemos ter sorte, como aconteceu no Bahrein, onde, devido a falhas de outras equipes, conseguimos uma dobradinha. Mas isso também significa que tivemos o carro mais confiável naquela corrida, então não é apenas sorte, é principalmente como a equipe está se saindo", finalizou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.