Andrej Isakovic/AFP
Andrej Isakovic/AFP

Bottas diz que vitória é o seu 'único objetivo' na prova final da temporada

Finlandês da Mercedes quer repetir em Abu Dabi o desempenho do ano passado

Estadão Conteúdo

23 de novembro de 2018 | 19h11

O piloto Valtteri Bottas disse que espera repetir neste fim de semana do GP de Abu Dabi, nos Emirados Árabes Unidos, o mesmo desempenho obtido há um ano. O finlandês da Mercedes, que fez o melhor tempo no segundo treino livre disputado nesta sexta-feira, fechou a temporada de 2017 da Fórmula 1 com pole position e vitória conquistadas no circuito de Yas Marina.

"Sim, eu vou tentar o que fiz no ano passado. É meu único objetivo neste fim de semana. Não foi conquistado ainda, há muito trabalho a fazer, mas a meta é essa", afirmou Bottas nesta sexta-feira. "Esse segundo treino foi muito bom, senti o carro como se pudesse confiar nele e pilotar da forma como queria. O primeiro treino não foi tão bom, mas é normal acontecer isso por aqui. O traçado tem pouca rodagem quando saímos pela primeira vez e fica muito mais quente durante o dia do que na sessão noturna", completou o finlandês, terceiro colocado na primeira atividade do dia.

Para Bottas, o segundo treino livre tem mais importância do que o terceiro, que será realizado no mesmo dia da sessão de classificação para o grid, neste sábado. "Estou feliz com o acerto do carro nessa sessão noturna porque vai ser difícil conseguir algum ajuste no treino livre de sábado, em razão do calor", comentou o piloto da Mercedes.

Companheiro de equipe de Bottas, Lewis Hamilton ficou em quarto lugar no primeiro treino e no segundo treinos livres. "A primeira sessão foi chocante, no sentido de a pista estar um pouco 'verde'. A aderência não estava boa, por isso houve muita derrapagem entre os carros, tivemos dificuldades com os pneus. Há muita diferença de temperatura entre as duas atividades. Na segunda sessão, as condições se parecem mais com as que vamos encontrar na classificação", comentou o pentacampeão.

Hamilton disse que viu evolução de uma sessão para a outra. "Fizemos algumas mudanças muito boas no intervalo entre uma atividade e outra, fiquei muito mais feliz com o carro. Mas ainda há muito trabalho a se fazer. A Red Bull pareceu rápida, seus carros costumam ser ir bem nas corridas quando vão bem nos treinos, não tenho dúvida de que isso deve se repetir", analisou o britânico.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.