Valdrin Xhemaj/ EFE
Valdrin Xhemaj/ EFE

Bottas promete mais confiança após primeira vitória na F-1 e celebra: 'surreal'

Piloto finlandês passou pole position Sebastian Vettel na largada

Estadao Conteudo

30 de abril de 2017 | 14h26

Valtteri Bottas, da Mercedes, fez história ao se tornar o 107.º piloto a vencer uma prova de Fórmula 1. O finlandês ganhou o GP da Rússia, neste domingo, disputado no circuito de Sochi, após passar o pole position Sebastian Vettel na largada - ele havia partido da terceira posição no grid - e aguentar a pressão do alemão da Ferrari até o fim.

"É difícil explicar o sentimento. É surreal. Agora tenho a minha primeira (vitória na categoria). Espero que seja a primeira de muitas na Fórmula 1, agora que sei como fazer isso (vencer). Penso que hoje (domingo) provei para a equipe que posso ganhar. E para mim também", comemorou o finlandês.

Valtteri Bottas acredita que o triunfo também terá reflexo na sua performance para o restante da temporada. "Nunca duvidei das minhas habilidades, mas (a vitória) me dá muita confiança. Então, espero fazer melhores corridas daqui por diante. Eu só quero provar mais nas próximas corridas", analisou o piloto da Mercedes.

Beneficiado pela ultrapassagem do compatriota Kimi Raikkonen, da Ferrari, sobre o companheiro de equipe Lewis Hamilton, Valtteri Bottas contou, em entrevista após a corrida, que teve muita preocupação especialmente com os carros da escuderia italiana. "Foi uma corrida difícil hoje (domingo) com a Ferrari, mas conseguimos ficar na frente. A Ferrari vai ser o desafio", avaliou.

Valtteri Bottas também revelou momentos de tensão no diálogo com a equipe pelo rádio na etapa final da prova. "As últimas 10 voltas que eu estava pedindo silêncio de rádio, o que ajudou e eu pude me concentrar na condução (do carro) em si. Eu estava apenas tentando tirar o máximo proveito de cada volta e o principal eram os retardatários realmente, não perder muito tempo ou ter acidentes com eles", finalizou.

PARCERIA

O inglês Lewis Hamilton, companheiro de Valtteri Bottas na Mercedes, parabenizou o finlandês. "Um grande parabéns a Valtteri. Ele fez um trabalho excepcional hoje (domingo) e realmente merece. Foi rápido durante todo o fim de semana e fez um bom trabalho para a equipe. É um fantástico colega de equipe e é uma sensação incrível ganhar o primeiro Grande Prêmio", exaltou.

Lewis Hamilton também listou os problemas que tiraram a possibilidade de obter uma colocação melhor na prova. "Para mim foi um fim de semana muito difícil. Eu apenas não era rápido o suficiente. Nunca tive problemas de refrigeração como esse antes. Significava que estava fora da corrida desde o início. Acho que tinha o ritmo para lutar com Kimi, mas o carro apenas manteve o superaquecimento. Em última análise, se eu tivesse melhor ritmo, teria sido mais para cima. Pelo menos, fiz alguns pontos bons para a equipe. Estou esperançoso que eu posso pegar o ritmo na próxima corrida", analisou o britânico.

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1Fórmula 1

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.