Bob Brodbeck/AP
Bob Brodbeck/AP

Bourdais aproveita paralisação e vence 2ª prova de Detroit na Indy

Piloto da KVSH Racing se manteve firme mesmo com pista molhada

Estadão Conteúdo

31 de maio de 2015 | 19h41

A segunda prova da etapa da Fórmula Indy no circuito de Belle Isle, em Detroit, voltou a sofrer com muita chuva e algumas particularidades neste domingo. Quem aproveitou as condições inusitadas da etapa foi o francês Sébastien Bourdais, que não precisou economizar combustível com as várias paradas e também não se envolveu em nenhum acidente durante a prova. O piloto da KVSH Racing assumiu a liderança da prova nas últimas voltas, depois que alguns acidentes levaram a direção de pista a colocar bandeira amarela.

A briga pelo segundo lugar foi acirrada até o fim. Takuma Sato e Graham Rahal protagonizaram disputas ríspidas, com o japonês levando a melhor. Tristan Vautier brilhou com a nanica Dale Coyne e chegou em quarto, enquanto Marco Andretti, mais uma vez bem de estratégia, foi o quinto.

Líder da competição e pole position, o colombiano Juan Pablo Montoya liderou boa parte da prova, mas perdeu a ponta na parada para Conor Daly, que deixou o primeiro lugar quando parou. No fim da prova, Montoya voltou ao pelotão de frente, mas a bandeira amarela voltou a aparecer e Bourdais manteve a posição.

Com os resultados das duas provas da sétima etapa em Detroit, o colombiano manteve a liderança do campeonato com 315 pontos, seguido por Will Power, com 294, e Scott Dixon, com 252. Rahal está em quarto com 226 pontos, superando o brasileiro Hélio Castroneves por um ponto. O francês Bourdais, com a vitória deste domingo, aparece em sexto lugar com 228 pontos.

Castroneves teve prova bastante complicada, com problemas de rendimento no início e de estratégia na metade da prova. Para estragar de vez o resultado, o piloto foi acertado por Will Power quando restavam seis voltas para o fim da prova e acabou abandonando.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.