Bourdais escolhe boa estratégia e vence em Milwaukee na Indy; Helinho chega em 2º

O piloto francês Sébastien Bourdais escolheu a estratégia mais eficiente com sua equipe, a KV, e cravou a vitória na etapa de Milwaukee da Fórmula Indy neste domingo. Este foi o segundo triunfo do francês na temporada da Indy deste ano. O brasileiro Helio Castroneves também acertou na estratégia, fazendo uma corrida de recuperação, saindo do último lugar para terminar na segunda colocação, ainda com chances de conquistar o campeonato.

Estadão Conteúdo

12 de julho de 2015 | 21h18

Graham Rahal chegou em terceiro, bem perto de Helinho. O líder do campeonato, Juan Pablo Montoya, conseguiu chegar em quarto lugar em uma problemática prova. Pole e dono do final de semana até boa parte da prova, Josef Newgarden fechou em quinto.

O brasileiro Tony Kanaan esteve no pelotão dianteiro durante toda a prova. O piloto fechou logo atrás de Newgarden e na frente de Scott Dixon e Marco Andretti, em sexto.

O colombiano Montoya lidera o campeonato, com 439 pontos, seguido por Scott Dixon, com 385, e Graham Rahal, com 370. Helinho vem em quarto, também com 370. O brasileiro Tony Kanaan está na oitava posição, com 314 pontos.

A CORRIDA - A largada da etapa de Milwaukee reservou muita emoção. Sage Karam chegou forte e quase superou o pole Josef Newgarden por dentro. Porém, o piloto da CFH conseguiu manter a dianteira. Ryan Briscoe caiu para quarto na volta inicial, mas rapidamente superou Karam para ser terceiro. O brasileiro Tony Kanaan aparecia em segundo, superando Briscoe e Karam. O ritmo do líder Newgarden era muito forte, como boa vantagem para Kanaan, Briscoe e Karam.

O momento decisivo na corrida ocorreu na volta 115, quando um carro da SPM causou a primeira bandeira amarela na prova. O motor de James Jakes estourou e o britânico parou no meio da pista. Quase todos os pilotos escolheram ir para os boxes. Um dos poucos que resolveram ficar foi Bourdais, que tomou a ponta. A estratégia, que provou ser bem-sucedida no final da prova, começava neste momento.

Com metade das voltas superada sob bandeira amarela, a relargada veio na volta 130, com Bourdais na frente. Mas a bandeira verde não durou muito. Novo acidente entre Briscoe e Power provocou nova paralisação no oval de Milwaukee. A nova relargada aconteceu na volta 142. Bourdais se aproveitou dos retardatários que estavam entre ele e Hunter-Reay e conseguiu se distanciar. Newgarden fez espetacular relargada e voou para o segundo lugar, com Kanaan em terceiro.

Bourdais surpreendia com um bom ritmo mesmo com os pneus velhos e abria em relação a Newgarden, que vinha segurando o pelotão. Na volta 184, Newgarden puxou a fila de líderes nos boxes. Kanaan ficou na pista e foi rapidamente superado por Bourdais.

Com 37 voltas para o final, Bourdais fez a sua última parada e, de forma incrível, voltou na primeira colocação. O francês manteve a dianteira, enquanto Castroneves foi para cima de Montoya e tomou a segunda colocação. O brasileiro deu uma escapada e permitiu a aproximação de Rahal. O piloto da RLL entrou nas dez voltas finais bem perto do brasileiro.

Na frente, Bourdais segurou bem a vantagem e venceu de forma excepcional a prova. Castroneves segurou Rahal e cravou a segunda posição. Montoya ainda se garantiu em quarto, com Newgarden em quinto e Kanaan em sexto.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.