Brasileiro homenageia Senna e tem desenho eleito para o novo capacete de Hamilton

Piloto havia aberto um concurso entre os seus fãs para eleger um novo visual

Estadao Conteudo

22 Fevereiro 2017 | 14h14

A Mercedes ainda não apresentou o seu novo carro para esta temporada da Fórmula 1, mas Lewis Hamilton trouxe uma novidade nesta quarta-feira ao revelar o capacidade que irá usar em 2017. Tricampeão mundial, o piloto inglês usou as suas redes sociais para mostrar o equipamento de segurança, cujo design foi produzido pelo brasileiro Raí Caldato e trouxe uma homenagem a Ayrton Senna, ídolo que também faturou três títulos na categoria máxima do automobilismo.

Hamilton havia aberto um concurso entre os seus fãs para eleger um novo visual para o seu capacete de 2017 e disse que mais de 8 mil propostas de design foram analisadas na disputa que acabou sendo vencida pelo designer Raí Caldato.

O fato de Hamilton ter Ayrton Senna como seu grande ídolo no automobilismo também pesou para que o projeto de Caldato triunfasse neste concurso. "Raí evoluiu o meu design, adicionando novos elementos de listras nas laterais. Como uma homenagem a meu herói, Ayrton Senna, o capacete destaca as cores do Brasil - verde, amarelo e azul", afirmou o piloto, que no último GP do Brasil já havia exibido a bandeira do País no equipamento de segurança pintado especialmente para a prova.

Preservando a predominância do amarelo que marcou todos os seus capacetes aos longos de seu carreira, sendo que a cor foi eternizada justamente por Senna em sua épica trajetória na Fórmula 1 até a sua trágica morte na pista em 1994, Hamilton também explicou que as três estrelas acima dos discretos filetes verde, amarelo e azul nas laterais do seu redesenhado equipamento de segurança representam os três títulos mundiais que ele conquistou na categoria.

"Há um amarelo em tudo que me lembra dos meus capacetes do passado. O vermelho maçã equilibra muito bem com o amarelo", elogiou Hamilton, que irá presentear o vencedor do concurso com uma réplica do mesmo capacete, com o mesmo ainda trazendo a assinatura do piloto. "Raí, estou ansioso para te conhecer pessoalmente e entregar seu prêmio", ressaltou.

O capacete, por sinal, ganhou mais partes em vermelho dividindo espaço com o amarelo e retrata também uma imagem do Cristo Redentor, em uma clara referência a Senna, assim como já havia feito anteriormente no GP do Brasil de 2013.

Mais conteúdo sobre:
Fórmula 1 Lewis Hamilton Ayrton Senna

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.