Brasileiro lamenta problema em 1.º treino pela Lotus

O brasileiro Luiz Razia, piloto reserva da Lotus, realizou o seu primeiro treino livre pela equipe na Fórmula 1 nesta sexta-feira, quando participou da sessão inicial que visou a disputa do GP da China, que será no próximo domingo, em Xangai. E, logo na sua primeira experiência em um treino livre, ele lamentou a quebra da suspensão do seu carro.

AE, Agência Estado

15 de abril de 2011 | 12h01

Por causa do problema, Razia, que substituiu o italiano Jarno Trulli, conseguiu completar apenas nove voltas no circuito chinês e fechou o primeiro treino livre na 23.ª e penúltima colocação, sendo mais veloz apenas que o indiano Narain Karthikeyan, da Hispania.

"Foi ótimo estar aqui e receber esta oportunidade da Lotus. Infelizmente a suspensão dianteira quebrou, fez quebrar a asa e tive de voltar bem lento para os boxes. Não sabemos o que aconteceu e a equipe está olhando os dados. Foi uma quebra muito estranha e acabou meu treino muito cedo", lamentou o brasileiro, de 22 anos, que pela terceira vez andou em um carro de Fórmula 1.

No ano passado, ele fez o primeiro teste em Abu Dabi, ainda com a Virgin, e, em março, andou pela primeira vez pela Lotus na pista de Barcelona. "Estava começando a pegar a mão do carro e dos freios, que são muito diferentes dos da GP2. Até aquele momento estava bom, mas não deu para voltar", completou.

Mas, apesar do pouco tempo que teve para mostrar serviço, Razia apontou uma evolução do carro da Lotus. "A estabilidade traseira melhorou bastante com os novos itens, e o carro se comporta bem agora nas curvas de alta, bem diferente de Barcelona, onde parecia que estava dançando", analisou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.