Brasileiro sonha com a vitória nos carros

A categoria carros é a que o Brasil menos tem possibilidades de figurar entre os primeiros colocados do Rali Dacar 2006, já que entre caminhões e motos o País é um dos favoritos ao título. Mas, aos 43 anos, Klever Kolberg, o mais experiente da equipe Petrobrás/Lubrax, ao lado de André Azevedo, do caminhão, não vê problemas para enfrentar as dificuldades e sonhar com a vitória.?A nossa motivação é perseguir a vitória, porque se disséssemos que temos chances de ganhar estaríamos mentindo?, afirmou Kolberg, que pilotará novamente um Mitsubishi Pajero Full 3.8, que lhe deu a 16ª classificação geral em 2005. ?O carro está melhor preparado e o nosso objetivo é terminar entre os dez primeiros.?Na largada de hoje, às 8h30 (6h30, horário de Brasília), em Lisboa, Kolberg terá ao seu lado um novo navegador, o engenheiro Eduardo Bampi, de 28 anos. A mudança não deverá afetar o desempenho da equipe, já que o piloto elogiou o desempenho do companheiro durante os treinos.Além de Bampi, o piloto Paulo Nobre, o Palmeirinha, e o navegador Dico Teixeira também estrearão no rali. Os dois participam em um esquema independente, sem contar com o apoio de uma equipe. Para participar da competição que terminará no dia 15, em Dacar, na África, eles vão alugar um Nissan Patrol GR, preparado pela equipe italiana Promotech Rally Raid. ?Sou um piloto que coloca dinheiro para correr. No caso do dinheiro, o Dico banca as despesas dele e eu, as despesas do carro?, explicou Palmeirinha.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.