Brasileiros ficam abaixo do esperado

Os três pilotos brasileiros que disputam a Fórmula 1 não gostaram de seus resultados na sessão de classificação do GP da Europa, neste sábado. Rubens Barrichello, da Ferrari, larga em quarto, enquanto Felipe Massa, Sauber, é o 11.º no grid e Enrique Bernoldi, Arrows, apenas o 21.º. Os três competem com pneus Bridgestone, que neste sábado perderam a disputa para a Michelin, já que os franceses colocaram sete pilotos dentre os dez primeiros. Mas também os três ficaram atrás de seus companheiros de equipe."Estou surpreso com o rendimento da Williams", disse Barrichello, que viu Juan Pablo Montoya e Ralf Schumacher classificarem na sua frente. "Modificamos o carro da manhã para a tarde e ele melhorou, mas nossos adversários, que de manhã estavam atrás da gente, evoluíram mais." Seu tempo, 1min30s387, o deixou a 481 milésimos da pole position de Montoya e a 352 milésimos de Michael Schumacher, seu companheiro de Ferrari, que foi o terceiro. "Sabemos que em condição de corrida a Ferrari F2002 é muito constante e resistente, por isso estou otimista quanto o que posso fazer." Massa andou pela primeira vez em Nurburgring na sexta-feira, ao contrário do alemão Nick Heidfeld, parceiro de Sauber, que cresceu dentro da pista. "Nosso maior problema foi a falta de tração. Se aumento a carga do controle de tração perco potência do motor." Mas ele não viu como ruim a sua participação. "Não foi ótimo mas também não desastrosa." Heidfeld ficou em nono, com 1min31s211, diante de 1min31s733 de Massa, 11.º. "Nosso ritmo de corrida costuma ser melhor que o de classificação, espero apenas não estar dentre os que podem desistir da corrida ainda na primeira curva." Poucas vezes Bernoldi teve um carro tão lento, como ele mesmo definiu neste sábado, num treino de Fórmula 1. "Não sei o que é, simplesmente não tinha velocidade. Saía de frente na entrada de curva e de traseira a partir do meio dela." Ele ficou em penúltimo, 1min33s360, atrás até da Minardi de Mark Webber, 20.ª. Neste sábado havia rumores de que ele terá de encontrar patrocinadores para disputar as duas últimas etapas do Mundial, o GP dos Estados Unidos e do Japão, em razão das dificuldades financeiras da Arrows.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.