Andrej Isakovic/ AP
Andrej Isakovic/ AP

Brasileiros lamentam desempenho na Bélgica e reclamam de carros

Mesmo com desempenho abaixo, Massa subiu na classificação

Estadão Conteúdo

23 Agosto 2015 | 13h49

O domingo não foi como os brasileiros Felipe Massa e Felipe Nasr esperavam no GP da Bélgica. Nasr não fez boa prova e ficou fora da zona de pontuação, terminando em 11º. Já Massa até foi um pouco melhor, terminou em sexto e subiu na tabela do Mundial, mas saiu igualmente insatisfeito com seu desempenho no circuito de Spa-Francorchamps.

"Foi um dia frustrante para mim. Eu tive dificuldade no começo e então o pneu macio não funcionou bem como deveria no primeiro arranque. Por isso eu perdi algumas posições. Neste ponto, estávamos lutando lá de trás. Não consegui ultrapassar a Force India do (Sergio) Pérez no fim, já que os ajustes dele estavam bons. Foi um dia difícil, mas terminar em sexto mesmo assim foi positivo", declarou.

Se Massa reclamou dos pneus de sua Williams, Nasr não ficou atrás, mas não parou por aí. O piloto da Sauber se mostrou extremamente insatisfeito também com seus freios e rodas e cobrou ajustes para que estes problemas não se repitam no GP da Itália, que acontecerá no próximo dia 6.

"Foi uma corrida difícil para mim. No começo, eu tive dificuldade com os giros da roda, perdendo algumas posições. Minha corrida ficou comprometida por problemas nos freios. Além disso, eu também tive um furo no pneu dianteiro esquerdo durante meu último arranque. Houve muito problema para mim desta vez, mas estou confiante que na próxima corrida em Monza vai ser diferente", comentou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.