Brasileiros lamentam erros na classificação em Mônaco

O treino que definiu as posições de largada para o GP de Mônaco de Fórmula 1, neste sábado, não foi bom para os pilotos brasileiros. Felipe Massa, sexto, e Rubens Barrichello, apenas o 12.º, lamentaram seus desempenhos e acreditavam que poderiam largar mais bem colocados na prova deste domingo.

AE, Agência Estado

28 de maio de 2011 | 17h20

O piloto da Ferrari até comemorou a melhora do desempenho da equipe, que foi melhor que a Mercedes e se aproximou de Red Bull e McLaren. "É uma mistura de satisfação e lamentação. Junto com a equipe, conseguimos melhorar o comportamento do carro. Mas um erro na curva Rascasse me custou uma ou duas posições. É uma pena, já que eu estava em uma boa volta", disse Massa, que viu seu companheiro Alonso fazer o quarto melhor tempo do Q3.

O brasileiro sabe que, para recuperar posições na corrida, terá que ter uma boa estratégia e largar muito bem. "Largar em sexto não é bom em Mônaco, mas aqui é preciso usar a cabeça. A largada será muito importante, mas é preciso manter a calma volta a volta, porque cada erro pode custar caro."

Já Rubens Barrichello não chegou nem ao Q3. Parou na segunda parte do treino e lamentou o erro de estratégia. "O carro estava bem, mas parecia mais rápido com pneus mais velhos. Quando fui para pneus novos, não tive a aderência que eu esperava. Preciso que o carro fique no chão o máximo possível. Isso é o que eu estou procurando", comentou o brasileiro da Willians.

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1Grande Prêmio de Mônaco

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.