Arquivo/AE
Arquivo/AE

Brawn diz que Raikkonen é caro demais para a sua equipe

Demitido da Ferrari antes mesmo do término do seu contrato, campeão em 2007 pode ficar fora da Fórmula 1

AE, Agencia Estado

03 de novembro de 2009 | 10h37

LONDRES - O finlandês Kimi Raikkonen, campeão da Fórmula 1 em 2007, ainda não encontrou um lugar para correr na próxima temporada. E um dos motivos parece ser mesmo o salário do finlandês, estimado em 30 milhões de euros (cerca de R$ 80 milhões) anuais.

Veja também:

linkBrawn agradece a Barrichello e o deseja sorte na Williams   

especialESPECIAL - Jogue o Desafio dos Pilotos

blog BLOG DO LIVIO - Leia mais sobre a F-1

A questão financeira já interrompeu as negociações de Raikkonen com a Toyota. E Ross Brawn também afirmou que, pelo valor que está pedindo, o finlandês não teria chances na Brawn GP, a atual campeã de pilotos e construtores.

"É muito caro. O empresário dele está negociando como se a compensação pela dispensa da Ferrari não existisse", disse Brawn em entrevista à revista alemã Auto Motor und Sport.

Demitido pela Ferrari antes do fim de seu contrato - que só terminaria no fim de 2010 -, Raikkonen receberá uma multa rescisória no valor de um ano de seu salário.

Mesmo pedindo alto, o finlandês diz que ainda briga por uma vaga na McLaren. Caso a negociação não dê certo, ele pode buscar uma chance no Mundial de Rali.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.