Brawn promete melhora da Mercedes na reta final da F1

O chefe da Mercedes, Ross Brawn, avaliou nesta terça-feira que a equipe teve um bom desempenho na primeira metade da temporada da Fórmula 1. Mas, insatisfeito com a inconstância, ele explicou em seguida que algumas melhoras estão sendo desenvolvidas. E garantiu que o carro estará mais forte na reta final da temporada.

AE, Agência Estado

07 de agosto de 2012 | 10h02

Nico Rosberg está na sexta colocação com 77 pontos, mas Michael Schumacher é apenas o 12º com 29. "Estamos satisfeitos com o desempenho neste ano. Ganhamos um corrida (com Rosberg), chegamos a alguns pódios e marcamos mais pontos do que no mesmo período do ano passado. Mas ainda falta algo em termos de competitividade. Ainda estamos trabalhando no fortalecimento do carro, para sermos mais competitivos no futuro", comentou Brawn.

A Mercedes pretende utilizar o intervalo na temporada, em agosto, para trabalhar as evoluções. E, para o dirigente, a equipe estará pronta para brigar por uma posição melhor no campeonato de construtores ao término desse período - está atualmente em quinto, atrás de Red Bull, McLaren, Lotus e Ferrari.

"Não temos o carro como gostaríamos agora, mas temos um time muito bom. Estou otimista que teremos uma segunda metade de temporada mais forte do que a primeira", prometeu Brawn. "Queremos melhorar na tabela. Estar entre os cinco primeiro não é nossa ambição e faremos o possível para melhorar".

Brawn comentou ainda sobre a possível aposentadoria de Michael Schumacher. E prometeu respeitar o tempo necessário para o alemão tomar a decisão. "É uma decisão importante para todos os envolvidos, mas não a apressaremos, ela será anunciada quando tiver de ser anunciada. Não quero aumentar especulações", finalizou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.