Arquivo/AE
Arquivo/AE

Brawn reconhece que tem de melhorar para superar Red Bull

Chefe da equipe explica que rival sempre esteve perto; ele quer evolução para levar o título da F-1

EFE,

30 de junho de 2009 | 14h51

MADRI - Ross Brawn, chefe da equipe de Fórmula 1 que leva seu sobrenome, reconheceu que é necessário melhorar para voltar a superar a Red Bull, que fez dobradinha no Grande Prêmio da Grã-Bretanha.

 

 

Veja também:

tabela F-1: classificação do Mundial

especial Confira o calendário da temporada

especial ESPECIAL: jogue o Desafio dos Pilotos

 

Em Silverstone, o alemão Sebastian Vettel terminou em primeiro, enquanto o australiano Mark Webber, seu companheiro de equipe, veio atrás. O terceiro foi o brasileiro Rubens Barrichello, da Brawn - o inglês Jenson Button, líder do Mundial, foi apenas o sexto.

 

Vettel encerrou uma sequência de quatro triunfos consecutivos de Button na F-1.

 

Citado pela revista Autosport, Brawn explicou os motivos pelos quais a equipe não foi tão bem: "Nosso carro sempre foi muito forte em termos de aerodinâmica. Em Silverstone não conseguimos nos recuperar como costumamos fazer normalmente porque os pneus estavam frios".

 

"A Red Bull sempre esteve perto toda a temporada, portanto acho que temos de melhorar porque deram um passo adiante em Silvertone". Nürburgring será palco do próximo assalto", apontou Brawn em referência ao GP da Alemanha, dia 12 de julho.

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1Ross BrawnRed Bull Brawn GP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.