Reuters - 24/5/2009
Reuters - 24/5/2009

Briatore descarta chance de retorno à Fórmula 1

Após escândalo com a Renault, italiano de 59 anos afirma que dará outros rumos em sua vida

AE, Agencia Estado

12 de março de 2010 | 08h37

Apesar de ter conseguido reverter na Justiça francesa a punição que o baniu das competições organizadas pela Federação Internacional de Automobilismo (FIA), Flavio Briatore avisou nesta sexta-feira que não voltará nunca mais para a Fórmula 1. Segundo o dirigente italiano, a possibilidade de retornar está "100% excluída" de seus planos.

 

Veja também:

linkMercedes fica na frente na 2.ª sessão de treinos da Fórmula 1

Em entrevista ao jornal italiano Gazzetta dello Sport, Briatore revelou que ainda sente "afeto" pela Fórmula 1, mas garantiu que sua trajetória na categoria está mesmo encerrada. Atualmente com 59 anos, o italiano trabalhou 20 anos com a F-1, conquistando quatro títulos como chefe de equipe - dois deles com o piloto alemão Michael Schumacher e outros dois com o espanhol Fernando Alonso.

Briatore teve a carreira manchada com o escândalo que explodiu no ano passado, quando foi revelada a farsa armada por ele para que a Renault vencesse o GP de Cingapura de 2008. Condenado pela FIA em setembro, o dirigente italiano acabou sendo banido da Fórmula 1. Mas reverteu essa punição na Justiça francesa em janeiro, ficando livre para voltar à categoria. O problema é que ele não quer mais.

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1Flavio Briatorevelocidade

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.