Briatore espera por recuperação da Renault em 2008

Diretor da escuderia francesa desmente volta de Alonso e prevê carro competitivo para a próxima temporada

15 de outubro de 2007 | 20h14

A atual temporada tem sido emocionante para o espectador e membros da McLaren e Ferrari, mas o folclórico Flavio Briatore, diretor da Renault, não vê a hora do GP do Brasil terminar e, assim, começar a pensar na recuperação de sua equipe.   Antes bicampeão do mundo com o piloto espanhol Fernando Alonso, Briatore deixou claro que seria um sonho ter seu antigo pupilo de volta à equipe, mas que a realidade é outra.   "Eu sei que existem muitos boatos [sobre o regresso de Alonso à Renault], mas ele tem contrato com outra equipe para 2008, e neste momento ele está concentrado na batalha pelo mundial, tratando de conquistar o tricampeonato, mas eu sempre disse que  seria muito feliz tê-lo novamente com a Renault", disse o dirigente, no site oficial da escuderia.   Sobre o fraco desempenho da equipe, que soma 54 pontos, na terceira colocação, atrás da BMW e da Ferrari (estaria em quarta, caso não fosse a punição da FIA à McLaren por espionagem), Briatore disse que os maus resultados são conseqüência do ano anterior.   "De alguma forma, os maus resultados são conseqüência do ano anterior, quando se proibiu o  mass dumper [dispositivo  de amortecimento utilizado apenas pela Renault] e, aí, começamos a desenvolver o carro tardiamente e tivemos problemas de adaptação aos pneus Bridgestone [a Renault utilizava Michelin]", comentou Briatore, que se mostra animado com o modelo para a próxima temporada, o R28.   "Não podemos anunciar grandes feitos a cinco meses do começo da próxima temporada, mas agora sabemos como construir um carros com tais jogos de pneus, algo que simplesmente não aconteceu neste ano. Os resultados no túnel de vento do R28 são prometedores e a equipe continua sendo a mesma. Nós não nos esquecemos como construir um carro rápido."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.