Arquivo/AE
Arquivo/AE

Briatore faz acordo e pode voltar à Fórmula 1 em 2013

Depois de escândalo envolvendo Nelsinho Piquet, ex-chefe da equipe Renault encerra briga judicial com a FIA

AE-AP, Agência Estado

12 de abril de 2010 | 14h04

A Federação Internacional de Automobilismo (FIA) e Flavio Briatore chegaram a um acordo e encerraram a briga judicial nesta segunda-feira. Com o acerto, o ex-chefe da equipe Renault aceitou permanecer afastado da Fórmula 1 até 2013.

Em janeiro, o dirigente havia tido sucesso em um recurso na justiça francesa contra o seu banimento de competições organizadas pela entidade. A FIA anunciou que recorreria da decisão, mas um novo veredicto ainda não havia sido apontado.

Briatore, que foi punido por ordenar Nelsinho Piquet a bater no GP de Cingapura de 2008 para favorecer Fernando Alonso, também está autorizado a participar de qualquer competição da FIA após o término da temporada 2011. Pat Symonds, que era engenheiro-chefe e havia sido banido por cinco anos, também aceitou o acordo com a entidade.

A FIA disse que concordou com a proposta com os seus "melhores interesses" na mente e para acabar com as disputas legais que "são muito prejudiciais para a imagem da FIA e dos esportes a motor".

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.