Briatore pede à Renault que continue lutando

Chefe da escuderia francesa está feliz com os recentes resultados e projeta 2009 vencedor

EFE

20 de outubro de 2008 | 12h23

O diretor da Renault, Flavio Briatore, pediu à equipe que continue pressionando até o final do Mundial de Fórmula 1 com o intuito de manter o terreno ganho desde o Grande Prêmio da França e, sobretudo, com os olhos voltados para a temporada de 2009."O que temos que fazer agora é não perder este bom momento e garantir que continuaremos progredindo na mesma direção com alvos ao próximo carro", declarou Briatore ao site autosport.com. As melhoras introduzidas no R28 permitiram ao piloto espanhol Fernando Alonso conseguir vitórias em Cingapura e Japão, e à Renault alcançar a quarta posição no mundial de construtores após o GP da China.Entretanto, apesar de Briatore estar satisfeito com os recentes progressos da Renault, pensa que não se deve descer a guarda caso pretendam retornar à luta pelo título em 2009."Estou muito contente. Acho que foi uma grande melhora e alguns bons resultados nas seis ou sete últimas corridas. Desde o GP da França estivemos sempre aí e Fernando Alonso obteve mais pontos que ninguém, mais que Lewis Hamilton e Felipe Massa", declarou.Briatore se mostrou otimista a respeito da situação da equipe: "Temos duas vitórias, uma segunda posição de Nelsinho Piquet. Acho que atualmente somos a terceira equipe, pois estamos indo um pouco melhor que a BMW".

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.