Briatore tenta mudar regulamento

Flavio Briatore, diretor da Renault, liderou um movimento nesta sexta-feira, em nome das demais nove equipes da Fórmula 1, exceção sempre é a Ferrari, para mudar o sistema de classificação e estabelecer limite para treinos. A Ferrari trabalhou nos últimos dias, alegando não existir, hoje, legislação sobre limite de testes. A direção da Ferrari respondeu se aceitaria rever o atual formato da classificação, com uma sessão aos domingos pela manhã, para a incompreensão geral: "Estamos abertos a discutir sobre qualquer tema, desde que nas reuniões programadas pela FIA." O objetivo dos italianos é óbvio: fazer com que os demais times participem dos encontros agendados pela FIA. Nos dois últimos, em janeiro e na semana passada, a Ferrari se viu quase que sozinha. Furaram o movimento Red Bull e Jordan, na última.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.