Briscoe ganha em Chicago por 0s0077 e assume ponta da Indy

Australiano ganha do rival Dixon e abre 25 a duas corridas do fim; Moraes é terceiro, em seu melhor resultado

Milton Pazzi Jr., estadao.com.br

30 de agosto de 2009 | 09h08

Skip Stewart/AP

Ryan Briscoe (número 6) e Scott Dixon (9) alinhados na disputa final pela vitória no oval de Chicago

SÃO PAULO - Graças a 0s0077 o australiano Ryan Briscoe, da Penske, é o novo líder da Fórmula Indy, a duas corridas do fim da temporada 2009. Ele venceu no sábado à noite no oval do GP de Chicago, em Joliet (Estados Unidos) e confirma a disputa contra a dupla da Chip Ganassi, o neozelandês Scott Dixon (segundo na prova) e o escocês Dario Franchitti (quarto colocado). Hélio Castroneves, que bateu, está fora definitivamente da briga.

Veja também:

F-Indy: tabela Classificação / listaCalendário

A diferença na chegada, menor que a do piscar de olhos (e a quarta mais apertada da história da categoria), garantiu a Briscoe chegar a 550 pontos, 25 a mais que Franchitti, e 33 de vantagem para Dixon. Com isso, o australiano pode até ser campeão já na próxima corrida, o GP de Motegi (no Japão, oval, dia 19 de setembro) - se somar o máximo de pontos (54) e seus rivais somarem o mínimo (12). Mas o provável é que a decisão fique para o GP de Homestead-Miami (10 de outubro), a última etapa.

"Tenho de manter o foco. Temos um bom carro e fomos bem nos ovais neste ano, mas os carros da Ganassi são bons lá. Temos de aproveitar o momento e a vantagem", afirma Briscoe. Ele chegou a cair para o 12.º lugar na prova, após um erro num pitstop - mais demorado por dificuldade para reabastecer - mas soube aproveitar as bandeiras amarelas.

Além da chegada emocionante e do novo arranjo na classificação, a prova foi fantástica para o brasileiro Mário Moraes (KV Racing), que conseguiu o melhor resultado de sua carreira na categoria, ao chegar em terceiro lugar. "Minha equipe foi excelente nos pits e isso me proporcionou brigar pelo pódio no final. Aliás, temos trabalhado muito forte ao longo de toda temporada, então, essa terceira posição nos dá uma grande satisfação. Estou muito, muito feliz e orgulhoso pelo trabalho que fizemos", diz. 

Moraes, 16.º na classificação com 248 pontos, é o único brasileiro com motivos para comemorar. Hélio Castroneves (Penske) deu adeus de vez à briga após bater na volta 184, quando a suspensão dianteira direita de seu carro quebrou e o jogou no muro. Ao sair, não escondia sua irritação com o fato. Na classificação da temporada, ele segue em quarto lugar, com 383 pontos.

Tony Kanaan, que chegou a brigar pela liderança do GP de Chicago, teve dificuldades com o rendimento de seu Andretti Green e chegou apenas na 13.ª posição. É sétimo na tabela, com 335 pontos. O outro brasileiro na prova foi Raphael Matos (Luczo Dragon), foi nono colocado e soma 274 pontos, em 13.º lugar.

 FÓRMULA INDY 2009 - GP DE CHICAGO

 CLASSIFICAÇÃO FINAL (200 voltas)

1.° - Ryan Briscoe (AUS/Penske), 1h42min34s3051

2.° - Scott Dixon (NZL/Ganassi), a 0s0077

3.° - Mário Moraes (BRA/KV), a 0s0699

4.° - Dario Franchitti (ESC/Ganassi), a 0s997

5.° - Graham Rahal (EUA/Newman-Haas-Lanigan), a 0s1295

6.° - Ed Carpenter (EUA/Vision), a 0s1668

7.° - Oriol Servià (ESP/Rahal Letterman), a 0s2612

8.° - Tomas Scheckter (AFS/Dreyer & Reinbold), a 0s2683

9.° - Raphael Matos (BRA/Luczo Dragon), a 0s3356

10.° - Justin Wilson (ING/Dale Coyne), a 0s4344

11.° - Marco Andretti (EUA/Andretti Green), a 0s5224

12.° - Danica Patrick (EUA/Andretti Green), a 0s5840

13.° - Tony Kanaan (BRA/Andretti Green), a 0s8269

14.° - Sarah Fisher (EUA/Sarah Fisher), a uma volta

15.° - Ryan Hunter-Reay (EUA/Vision), a uma volta

16.° - Mike Conway (ING/Dreyer & Reinbold), a uma volta

17.° - E.J. Viso (VEN/HVM), a duas voltas

18.° - Robert Doornbos (HOL/Newman-Haas-Lanigan), a três voltas

19.° - Jaques Lazier (EUA/Curb-Agajanian-3G), a cinco voltas

Não completaram a prova:

Hélio Castroneves (BRA/Penske), acidente, volta 184

Milka Duno (VEN/HVM), quebra, volta 155

Dan Wheldon (EUA/Panther), quebra, volta 95

Hideki Mutoh (JAP/Andretti Green), acidente, volta 90

Volta mais rápida: Tomas Scheckter (AFS/Dreyer & Reinbold), 25s0567

Mais voltas na liderança: Ryan Briscoe (AUS/Penske), 71 voltas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.