Bazuki Muhammad/Reuters-08/04/2011
Bazuki Muhammad/Reuters-08/04/2011

Bruno Senna é cotado para pilotar um dos carros da Renault no GP da Bélgica

Sobrinho de Ayrton Senna poderia até terminar a temporada para a escuderia francesa

Livio Oricchio, estadão.com.br

22 de agosto de 2011 | 19h43

NICE - O piloto brasileiro Bruno Senna tem a possibilidade de disputar o GP da Bélgica, 12.º do calendário, no fim de semana no circuito Spa-Francorchamps. Bruno Senna poderá substituir o alemão Nick Heidfeld, na Renault, não só no treino livre de sexta-feira, mas também na corrida. Não há nada certo ainda, mas a possibilidade existe e deixa o corredor de sobrenome famoso animado.

As negociações prosseguem. Bruno teria de levar um patrocinador, como faz o outro piloto da Renault, Vitaly Petrov. Depois de 11 etapas, Eric Boullier, chefe do time, e Gerard Lopez, sócio, compreenderam que a contribuição de Heidfeld à equipe não vai muito além do demonstrado, apesar de, curiosamente, ter somado mais pontos do que o companheiro Petrov, 34 a 32.

Em classificações no grid o russo está na frente: 8 a 3. Além das suas limitações, pesa contra o experiente Heidfeld, 34 anos e 183 GPs, o fato de não ajudar no orçamento da escuderia. Petrov tem investimento estatal autorizado diretamente por Vladimir Putin, o primeiro-ministro russo.

Bruno seria uma aposta por enquanto. A Renault não tem nada a perder. Continuar depois, porém, se tudo der certo e competir, não será fácil. O francês Romain Grosjean tem boas chances de tornar-se campeão da GP2 em Spa ou depois, em Monza, e, dependendo do que acontecer com Heidfeld ou Bruno, na corrida, substituir um dos dois como titular da escuderia.

Boullier já afirmou: “Grosjean está pronto para a Fórmula 1.” Em 2009, substituiu Nelsinho Piquet na Renault a partir do GP da Europa e não deixou boa impressão. Agora, aos 25 anos, demonstra mais maturidade.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.