Bruno Senna e Rubinho lamentam erros em Cingapura

Os brasileiros Rubens Barrichello e Bruno Senna não conseguiram os resultados que esperavam no GP de Cingapura de Fórmula 1, neste domingo. Enquanto Rubinho terminou em 13º lugar com a Williams, o piloto da Renault foi ainda pior, ficando apenas na 15ª posição. Depois da prova, os dois lamentaram os erros cometidos no circuito de Marina Bay.

AE, Agência Estado

25 de setembro de 2011 | 17h07

"Estava forçando o máximo para conseguir bons tempos nas voltas, mas tivemos que ajustar o balanço do freio para tentar compensar o desgaste dos pneus. Quando colocamos os pneus macios, eles não tiveram o mesmo rendimento dos super macios. Assim, quando estava na curva mais lenta da pista, acabei batendo na parede, o que fez com que a corrida ficasse muito, muito complicada", disse Bruno Senna.

"Dissemos no começo que seria uma corrida difícil para os pneus. Foi uma decisão difícil fazer tantas voltas com os mesmos pneus e quando o (Felipe) Massa apareceu atrás de mim, não havia nada que eu pudesse fazer. Tentamos arriscar, mas acabou não sendo benéfico para nós hoje (domingo)", avaliou Rubinho.

Os dois brasileiros voltarão às pistas no dia 9 de outubro, no GP do Japão. No circuito de Suzuka, Bruno Senna espera ter melhor sorte para voltar a pontuar. "Poderia ter sido uma corrida melhor para nós, mas fizemos o que podíamos e agora vamos começar a pensar no Japão, onde, espero, possamos conseguir o máximo de potencial", afirmou o piloto da Renault.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.