Nelson Antoine/ AP
Nelson Antoine/ AP

Bruno Senna pilota McLaren histórica de Ayrton em Interlagos e leva público ao delírio

Sobrinho do piloto deu algumas voltas com o lendário carro antes do GP do Brasil de Fórmula 1

Andreza Galdeano, O Estado de S.Paulo

17 de novembro de 2019 | 14h45

Antes das equipes entrarem na pista para a disputa do GP do Brasil de Fórmula 1, os torcedores que marcaram presença no Autódromo de Interlagos puderam apreciar uma cena histórica neste domingo: Bruno Senna pilotou a McLaren Honda MP4/4, carro que foi do seu tio, Ayrton Senna.

Vinte e cinco anos após a sua morte, Senna ainda é um nome respeitado e lembrado com carinho pelos fãs de automobilismo e pilotos. Nas arquibancadas, o publicou foi ao delírio ao ver o sobrinho do piloto dar algumas voltas com a McLaren usada na temporada do título de 1988. A torcida aproveitou o momento para exaltar ainda mais o ídolo: "Olê, olê, olá… Senna! Senna!", entoaram.

Essa foi a primeira vez que a lendária McLaren andou em Interlagos. O carro é considerado por muitos especialistas como o melhor de todos os tempos. Com ele, Senna conquistou o seu primeiro título mundial. Naquele ano, a McLaren obteve 15 vitórias nos 16 GPs disputados (oito com Senna e sete com o francês Alain Prost). A escuderia também teve 15 pole positions e ganhou 199 pontos dos 240 em disputa.

Durante todo o fim de semana do GP do Brasil, o carro ficou exposto no Setor H do autódromo. O espaço contou com exposição exibindo  capacete, macacões, troféus e outros itens do acervo do Instituto Ayrton Senna, além de réplica do kart usado pelo piloto em seu começo de carreira.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.