Bruno Senna revela ainda ter dificuldades com pneus

O bom início do brasileiro Bruno Senna na Renault tem rendido muitos comentários no meio da Fórmula 1. Em sua segunda corrida pela equipe, no GP da Itália, no último dia 11, ele conseguiu seus primeiros pontos na categoria, com um nono lugar, e já prevê maiores conquistas, conforme for se acostumando com o carro.

AE, Agência Estado

19 de setembro de 2011 | 12h55

"Estamos progredindo bem e estou gradativamente me sentindo mais confortável com o carro e com a equipe. Há um número de áreas em que ainda preciso evoluir. Preciso melhorar meu conhecimento técnico do R31 (modelo da Renault) e há pontos em que preciso evoluir como piloto. Certamente ainda não estou 100%", avaliou.

Entre os pontos em que apontou a necessidade de evolução, Bruno Senna destacou a relação com os pneus. Em 2010, em sua temporada de estreia, quando ele ainda era piloto da Hispania, a Fórmula 1 utilizava a marca Bridgestone. Já nesta temporada, a categoria mudou para a Pirelli, o que tem causado dificuldade para o brasileiro.

"Tem sido um pouco difícil me acostumar com os pneus. Todo mundo começou a temporada falando sobre pneus, pneus e pneus, mas, como na maioria das vezes, quanto mais você pratica mais se torna fácil. Tirar o máximo dos pneus Pirelli não é fácil, é necessário um grande aprendizado", afirmou Bruno Senna.

Agora, o piloto brasileiro volta às pistas na próxima sexta-feira, quando começam os treinos para a disputa de mais uma etapa da temporada da Fórmula 1, o GP de Cingapura.

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1RenaultBruno Senna

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.