Stephen Morrison/EFE
Stephen Morrison/EFE

Bruno Senna teve queimaduras em prova, diz Williams

Mark Gillan confirmou o incidente com o piloto brasileiro, mas evitou dar detalhes sobre a razão do problema

AE

26 de setembro de 2012 | 12h14

GROVE - A Williams confirmou nesta quarta-feira que Bruno Senna sofreu queimaduras nas costas durante o GP de Cingapura, a 14ª etapa da temporada 2012 da Fórmula 1, realizado no último domingo no circuito de Marina Bay. Diretor de operações da equipe inglesa, Mark Gillan confirmou o incidente com o piloto brasileiro, mas evitou dar detalhes sobre a razão do problema.

No último fim de semana, Bruno Senna largou apenas em 22º lugar, fez boa prova de recuperação, chegou a ficar entre os 10 primeiros, mas abandonou a prova em razão de problemas no Kers. "Nós temos uma boa ideia, mas ainda estamos investigando apenas para ter certeza que nós verificamos todas as causas potenciais", disse Gillan ao site oficial da Fórmula 1.

Apesar de ter sido competitiva em Cingapura, a Williams terminou o fim de semana frustrada. Além dos problemas de Bruno Senna, a equipe viu Pastor Maldonado também abandonar a corrida. O venezuelano garantiu o segundo lugar no grid de largada, lutou por um lugar no pódio, mas deixou a prova com problemas hidráulicos. Gillan prometeu que os problemas serão resolvidos para o GP do Japão.

"O carro tem sido muito confiável. Estamos investigando as falhas e temos plena confiança em chegar à causa raiz rapidamente e implementar as correções necessárias o mais rápido possível. Nesta fase, não acredito que o calor tenha relação com os abandonos", disse.

Tudo o que sabemos sobre:
velocidadeBruno SennaFórmula 1F-1

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.