Buemi lidera, e Massa é 10.º em testes da F-1 em Jerez

Sebastien Bourdais, outro que participa do processo seletivo da Toro Rosso, terminou na quarta colocação

AE, Agencia Estado

10 de dezembro de 2008 | 15h46

O suíço Sebastien Buemi, que busca um lugar na Toro Rosso em 2009, voltou a liderar os testes da Fórmula 1 no circuito de Jerez de la Frontera, na Espanha. Nesta quarta-feira, ele repetiu o bom desempenho da terça, e cravou sua melhor volta em 1min18s073.A segunda colocação ficou com o japonês Takuma Sato, também com o carro da equipe satélite da Red Bull. O francês Sebastien Bourdais, outro que participa do processo seletivo da Toro Rosso, terminou na quarta colocação.Na disputa entre McLaren e Ferrari, duas equipes que polarizaram a briga pelos dois últimos títulos mundiais, a escuderia inglesa levou a melhor. Guiando um carro híbrido, já com a nova asa dianteira - mais larga -, o espanhol Pedro de la Rosa foi o terceiro colocado, e Heikki Kovalainen terminou em sexto.Entre os pilotos da Ferrari, o melhor foi Kimi Raikkonen, quinto colocado, com 1min19s334. Felipe Massa, que chegou ao autódromo no meio da tarde, completou apenas 27 voltas, e ficou na décima colocação, com 1min20s490, à frente apenas do polonês Robert Kubica, da BMW. Outro destaque do dia foi a presença de Fernando Alonso no autódromo. O ídolo espanhol foi o único piloto da Renault em ação, e fechou a sessão com o sétimo tempo. Os testes continuam na quinta-feira.Testes coletivos -  10/12:1.º - Sebastien Buemi (SUI/Toro Rosso), 1min18s073 2.º - Takuma Sato (JAP/Toro Rosso), 1min18s601 3.º - Pedro de la Rosa (ESP/McLaren), 1min18s673 4.º - Sebastien Bourdais (FRA/Toro Rosso), 1min19s032 5.º - Kimi Raikkonen (FIN/Ferrari), 1min19s334 6.º - Heikki Kovalainen (FIN/McLaren), 1min19s631 7.º - Fernando Alonso (ESP/Renault), 1min19s907 8.º - Nico Rosberg (ALE/Williams), 1min20s309 9.º - Nick Heidfeld (ALE/BMW), 1min20s365 10.º - Felipe Massa (BRA/Ferrari), 1min20s490 11.º - Robert Kubica (ALE/BMW), 1min20s954

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.