Mark Baker/AP
Mark Baker/AP

Button admite dificuldade, mas ainda acredita no título

Inglês está 42 pontos atrás do líder Alonso, quando faltam duas provas para o fim do campeonato

AE, Agência Estado

28 de outubro de 2010 | 14h33

O inglês Jenson Button está 42 pontos atrás do líder Fernando Alonso - 231 a 189 - no Mundial de Pilotos, restando duas corridas para o encerramento do campeonato, mas segue acreditando na conquista do título. O atual campeão admite a dificuldade para faturar o bicampeonato, mas afirma que a disputa "não acaba enquanto não termina".

"Sempre disse que iria lutar enquanto fosse matematicamente possível. Claro, quando você olha no papel, você tem que admitir que é muito difícil. Na Fórmula 1 você nunca sabe. Basicamente, você aprende cedo nesse esporte que nada acaba enquanto não termina", declarou.

Button afirmou que sua esperança é "vencer em Interlagos, trazer para casa o maior número de pontos e nenhum outro concorrente ao título terminar a corrida". Para o piloto da McLaren, "em uma outra corrida com pista molhada, isso poderia acontecer facilmente".

O retrospecto do inglês nesta temporada, no entanto, não é animador. Ele não vence uma corrida desde a quarta etapa, na China. No total, foram apenas duas vitórias - a outra foi na Austrália. Para mudar este panorama, Button confia na capacidade de sua equipe.

"Para o Brasil, nós estamos levando mais atualizações. Isso é algo que sempre me impressionou nesta equipe - o ritmo de desenvolvimento é simplesmente incessante, e todos estão determinados a tornar o carro mais rápido. Ainda não diminuímos nosso ritmo de desenvolvimento, então estamos esperançosos de dar mais um passo à frente no Brasil", analisou.

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1McLarenJenson Button

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.