Daniel Leiva/AP
Daniel Leiva/AP

Button admite que vantagem pode desaparecer rápido

'Nós podemos ser fortes de novo. Essa carro não é ruim, mas acho que nós entramos na direção errada'

AE-AP, Agência Estado

20 de agosto de 2009 | 13h42

VALÊNCIA - Vencedor de seis das sete primeiras corridas do Mundial de Fórmula 1 deste ano, o inglês Jenson Button, da Brawn GP, admitiu nesta quinta-feira, em Valência, onde domingo será disputado o GP da Europa, que está cada vez mais ameaçado na liderança do campeonato.

Veja também:

tabela F-1: classificação do Mundial

especial Confira o calendário da temporada

especial ESPECIAL: jogue o Desafio dos Pilotos

forum BLOG DO LIVIO - Leia mais sobre a F-1

Com 18,5 pontos de vantagem sobre o australiano Mark Webber, vice-líder com a Red Bull, Button ressaltou a importância de a Brawn GP reagir no Mundial. "Nós podemos ser fortes de novo. Essa carro não é ruim, mas acho que nós entramos na direção errada", afirmou o piloto inglês, lembrando em seguida que a sua vantagem na ponta é ilusória.

"Temos de voltar a dominar. Tenho uma vantagem de 18,5 pontos, mas ela pode desaparecer rapidamente", disse Button, que aos poucos vê a Red Bull crescer de maneira espantosa. Por isso, o piloto alerta sobre a necessidade de melhorar o acerto do seu carro.

"Precisamos tratar de acertá-lo porque necessitamos de bons resultados e temos que continuar no pódio", finalizou Button, que não vence uma corrida desde o GP da Turquia, realizado no dia 7 de junho em Istambul.

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1Jenson ButtonBrawn GP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.